Pesquisar este blog

15 de jul de 2016

Azzaro Wanted - Fragrance Review


Português (click for english version): 

Apesar da grife francesa Azzaro ser uma das que lança com certa regularidade algum perfume masculino no mercado, fazem 10 anos que ela não investe em algo com pretensões de ser um pilar dentro de sua linha, um perfume com grande investimento em marketing e publicidade e com um lançamento que não poupou dinheiro para impressionar a imprensa e influentes no mundo virtual. Isso já é um bom indicativo de que a grife não iria se arriscar em territórios aromáticos que poderiam ser um fiasco ou demorarem anos para caírem no gosto do público masculino (como a iris do Dior Homme ou Agarwood do YSL M7).  E de fato Wanted se esforça justamente para, conforme seu nome indica, ser desejado/apreciado por um grande público-alvo, que na minha opinião é voltado mais para um homem entre os 25-35 anos.

Wanted de certa forma aposta no que hoje faz o papel que o perfume aquático fez nos anos 90, o amadeirado almiscarado com toques cítricos. A marca investe numa extração especial de limão siciliano e a combina com um toque aldeídico fresco e um aspecto aquático moderado. A parte mais interessante é que o acorde de limão por algum ângulo as vezes te faz lembrar um abacaxi no ponto certo da suculência. Como muitos dos perfumes masculinos modernos, a transição não é muito marcada para as notas de base, mantendo o frescor cítrico aquático da saída com um aroma floral transparente e luminoso e uma doçura controlada de tonka. Por fim, temos uma combinação de musks e materiais sintéticos de vetiver e ambergris que criam uma base agradável mas sem nenhuma definição especifica de nenhuma matéria-prima.

Wanted não é o tipo de perfume que me empolga, pois tudo nele parece estudado demais para ser muito agradável, muito fácil de agradar. Mas porém, há uma certa elegância que ele possui e que está alinhada com a campanha publicitária ao estilo James Bond. Em alguns momentos seu cheiro me remete a elegância do Prada Amber Pour Homme mas sem a complexidade do mesmo. Porém, comparado com um perfume como o Dior Sauvage, Wanted se salva por em nenhum momento soar tão genérico ao ponto de parecer um desodorante ou um perfume barato. É uma mira certeira no que agrada (mesmo sem empolgar) e que, na minha opinião, tem grandes chances de ser um sucesso para a marca.

English:

Despite  Azzaro being one of the french houses that releases masculine fragrances on a regular basis on the market it has been  10 years that it does not invest in something with pretensions to be a pillar within their line, a perfume with major investment in marketing and advertising and with a release that did not spare money to impress the press and influential in the virtual world. This is a good indication that the brand would not risk in aromatic territories that could be a fiasco or linger years to fall in the tastes of the audience (such as iris in Dior Homme or agarwood in YSL M7). And indeed Wanted to just strive to, as its name indicates, be desired / appreciated by a large audience, which in my opinion is geared more to a man between 25-35 years.

Wanted in a way bet in what is today the role that aquatic scentes were in the 90s: the musky woody fragrance of citrus touches. The brand invests in a special extraction sicilian lemon and combines with a fresh aldehydic touch and a moderate aquatic aspect. The most interesting part is that the lemon accord for some angle sometimes reminds you of a pineapple at the right point of juiciness. Like many modern men's fragrance, the transition is not very marked for the base notes, keeping the water fresh citrus aspect of the opening with a transparent and bright floral aroma and a controlled tonka sweetness. Finally, we have a combination of musks and synthetic materials of vetiver and ambergris which create a pleasant base but no specific definition of any raw material.

Wanted is not the kind of scent that excites me because it all seems too studied to be very nice, very easy to please. But however, there is a certain elegance that he has and is aligned with the advertising campaign in the James Bond styke. Sometimes its smell brings me the elegance of Prada Amber Pour Homme but without the complexity of it. However, compared with a perfume like Dior Sauvage, Wanted is saved by in no time sound so generic to the point of looking like a deodorant or a cheap perfume. It is an unerring aim at pleasing (even without excited) and that, in my opinion, is likely to be a success for the brand.

3 comentários:

MarDeFior disse...

Gostei imenso da sua resenha, acho também que Wanted tem semelhança ao Prada. Grande!

Henrique/Rick disse...

Obrigado pelo comentário MarDeFior e bom saber que mais alguém vê a mesma semelhança :)

Rafael Oxn. disse...

Não vi semelhança com o prada mas mesmo assim eu gostei. Ha dias para se usar perfumes assim, fáceis de agradar dias que queremos apenas "cheirar bem" e eu achei sim esse azzaro bem nesse estilo. Como voce disse foi milimetricamente estudo para agradar.

Não é caro é de boa qualidade ... enfim vai ser sucesso sim!

Postar um comentário

Comentários com relação a postagem? Escreva aqui
Comments related to the post? Write them here