Pesquisar este blog

12 de jun de 2016

Natura Homem Essence - Avaliação


Entre as empresas nacionais tenho uma afinidade maior com a Natura do que com as outras. Acredito que a marca se esforça mais em lançamentos e novidades que o Boticário e é uma das poucas que busca mesmo com todas as limitações do mercado nacional trazer alguma inovação e exploração da nossa biodiversidade. Ainda sim, vejo uma falta de direção clara no que a empresa oferece, como se jogasse na parede os mais diversos estilos de perfumes e visse o que funciona e o que não funciona. É sempre perigoso por isso esperar muito dos lançamentos da marca, algo porém que as vezes falha para mim, como aconteceu no recente lançamento masculino, Homem Essence.

Considerando que os flankers Madeiras e Especiarias foram bem interessantes, esperava algo mais arriscado em Homem Essence, que prometia um aroma ideal para a noite e ocasiões especiais. Porém, já achei estranho a abordagem da marca ao colocar um grande destaque numa nota sintética de base chamada Cashmeran, sem sequer se preocupar em dar uma explicação de sua contribuição ou importância na composição. Vejo na tentativa da marca de simplificar a pirâmide olfativa ao extremo um erro e um erro ainda maior destacar algo do qual seu público alvo não tem muito conhecimento. Isso para mim já ascendeu um possível sinal de que havia mais marketing do que conceito em Homem Essence - o que se concretizou na avaliação na pele.

Estamos diante de um perfume da linha que foi feito de forma calculada, sem riscos ou mudanças olfativas. Homem Essence escolhe um caminho olfativo que se sabe pela experiência de mercado que funciona muito bem: o fougére moderno com nuances orientais e amadeiradas. Essence me parece quase que copiar o aroma do Boss Bottled, seguindo uma mesma progressão cítrica fougere spicy com nuances frutadas.

Na abertura, o que se espera de um perfume nacional, aquele frescor comum de perfume masculino devido ao uso do dihidromircenol. Ele é combinado com um aroma cítrico entre o cheiro de bergamota e tangerina e já mostra um aroma frutal que remete a cheiro de maçã. Conforme passa o tempo, se destaca uma combinação de baunilha e amêndoas, porém nada muito doce ou exagerado, o que poderia afastar parte do público em potencial. Esse aroma doce se combina com toques especiados, também moderados, algo entre o cheiro de pimenta, cardamomo e canela. Por fim, a composição termina numa base almiscarada, com tons genéricos de madeiras e com a presença do então destacado cashmeran. Confesso que é um destaque idiota da marca, já que o uso da molécula nem é tão intenso para que seja evidente. O cheiro levemente floral, úmido e que remete a concreto do Cashmeran é discreto e você só o percebe se procurar mesmo por ele.

O que se deve elogiar, porém, é que Homem Essence cumpre o que promete na sua intensidade, mostrando-se com duração digna de um EDP. Convenhamos, é um EDP da Hugo Boss, nada que seja ultra-marcante ou sofisticado ao ponto de ser reservadamente noturno. É mais um edp versátil, coringa, algo para o dia-dia para quem busca um perfume mais acessível, com boa duração e um aroma agradável e coerente do começo ao fim. Não é o perfume mais interessante ou realmente noturno da marca, mas está longe das águas com cheiro de nada que de tempos e tempos a marca joga no mercado. Em tempos de crise, é um lançamento adequado e com preço bom por mais que tenha um conceito e execução que não se conversam.

17 comentários:

Rafael Oxn. disse...

Bom pra uma pessoa que ja deixou bem claro que "nao vai com a cara" (e nem com os aromas kkk) dos perfumes hugo boss, até que essa avaliação foi positiva pra esse natura não?! hahaha

Henrique/Rick disse...

Pra vc ver Rafael, quando um perfume de 100 reais em concentração EDP consegue reproduzir e ser melhor que um de 400 reais você tem uma ideia do pq eu não gosto dos perfumes Boss rs Olha, eu diria que foi uma avaliação neutra, eu esperava bem mais dele, achei que há coisas confusas e conceitualmente erradas aqui.

Hugo César disse...

Gostei do perfume usei ontem. Mas não achei ele com cara de 100% noite como um Essencial Exclusivo... Usando com moderação pode se usar de dia tranquilo

Hugo César disse...

Top! Mas não achei ele tão cara de noite naum. Pode ser usado durante o dia tranquilo

Henrique/Rick disse...

Foi exatamente a minha impressão Hugo. Não é um perfume noturno, é um coringa. A proposta não está alinhada com o que o perfume entrega mas para a faixa de preço o aroma em si não está nada mal.

Jerry Rodrigues disse...

Tenho o Boss Bottled e é um perfume que gosto. Quando comentou que o Natura Homem Essence era semelhante ao Boss Bottled encomendei no escuro... Chegou hoje o Essence e lamentavelmente não se parece com o Boss Bottled e sim com o Azzaro Silver Black, aliás eu diria que é um 'filho' dele :D

Junior Piress disse...

ola! ele (natura homem Essence) tem aroma semelhante ao Bottled da Hugo Boss? no quesito fixação e projeção, ele se saiu bem?

Henrique/Rick disse...

Jerry, se é um filho dele, então se parece rsrs Eu digo que ele tem intenções de copiar, mas devia ter deixado mais claro que não é uma versão literal do Bottled. O que eu vejo em comum são acordes em comum, a parte frutada, a base oriental light, o aspecto meio fougere fresco entre as especiarias. Mas é claro que esse tipo de semelhança sempre varia entre cada nariz e sempre tem chances de quem gosta do perfume achar bem mais diferente (eu particularmente não gosto do Boss Bottled).

Henrique/Rick disse...

Junior, fixação e projeção é algo que eu raramente comento em um perfume, inclusive quando me pedem opinião em particular. São fatores que para mim envolvem muito avaliação pessoal e as características da sua pele, que podem favorecer ou não que o perfume evapore/exale mais e que também você o perceba mais. Não acho que a impressão de uma pessoa ajuda nisso para outra pessoa, então não costumo mencionar.

Junior Piress disse...

Blz Henrique, é que encomendei um frasco por entender que ele seria parecido com o Bottled. mas se for parecido com Silver Black tb tá blz, pois usei bastante e gostei muito. enfim, tá tdo em casa rsrsrs. qdo chegar posto aqui com qual dos dois referenciais ele parece mais no aroma. obrigado meu caro!

alex marcus disse...

Do alto da minha inexperiência (perto de alguns comentários que li), só consigo dizer que achei ele muito, muito parecido com outra recente aquisição minha da mesma marca: Essencial Estilo Masculimo.

Wellington Miguel disse...

Agradeço vocês pela opinião bem esclarecedora sou apaixonado por perfumes de grife mas vocês me deram uma alternativa bem mais barata. Por favor troquem mais idéias adorei a sugestão

Junior Piress disse...

olá galera! não sou experiente nessa área de identificar acordes, mas usei o o HOMEM ESSENCE e particularmente as notas que parecem o Bottled e o AZZARO Silver Black, só aparecem bem pouco no inicio e depois somem, restando após alguns minutos um cheio frutado meio sintético. não minha opinião, ele não tem uma boa projeção, e tem uma mediana fixação. mas pelo preço é uma boa pedida.

helder santos disse...

Curioso é que no lançamento na revista Natura ele era classificado com madeira/sensual/cashmeran
agora está descrito como madeira/sensual/ambar
estranho ne?hehe

Henrique/Rick disse...

Acho que perceberam que não tava fazendo muito sentido Helder

Junior Piress disse...

pelo preço atual (R$ 139,00)deveria ser bem melhor. fraco em quesito de fixação, duração na pele e projeção. se tratando de perfume nacional, o Malbec Noir fixa e projeta bem mais que ele, e possui um preço melhor que o praticado pela natura para este perfume.

Billy disse...

Eu não achei nada parecido com o Silver Black. Ele pra mim lembrou muito o One Million ou algo parecido...

Postar um comentário

Comentários com relação a postagem? Escreva aqui
Comments related to the post? Write them here