Pesquisar este blog

12 de abr de 2016

Tom Ford Velvet Orchid e Roger & Gallet Bois d'Orange - Avaliações Rápidas



Eu percebo olhando os perfumes Tom Ford ao longo do tempo que o designer foi migrando de um estilo que favorecia mais o impacto para um que procura balancear este com refinamento. De certo no começo de sua marca Tom Ford precisava de perfumes como Black Orchid, marcantes e sem espaço para indiferença. Agora com Velvet Orchid Tom Ford volta a ideia de um dos seus lançamentos de maior sucesso procurando manter a boa difusão e duração do aroma de Black Orchid porém tornando-o menos pesado. É interessante que com isso Velvet Orchid se mostra mais dinâmico, com mais detalhes. Há um intrincado acorde floral, um bouquet abstrato elegante e levemente narcótico. Este se mistura a uma versão menos intensa do acorde frutal doce e licoroso do Black Orchid, que abre espaço para uma base de musks, toques de patchouli, uma leve sugestão de couro e resinas. Velvet Orchid pode não ser tão chamativo como Black Orchid, mas se mostra como uma irmã mais elegante e graciosa.





Bois d'Orange da Roger & Gallet é outro perfume que mostra para mim algo que recentemente afirmei em uma de minhas avaliações, o fato que um perfume para ser bom não precisa ser inovador, precisa ter um conceito claro, materiais bons e um equilíbrio ao redor desses materiais. Bois d'Orange investe em uma idéia clássica, a refrescância de um acorde cologne, e funciona muito bem dentro do que se propõe a fazer. Seu cheiro gira em torno do contraste entre a suculência fresca e levemente mentolada de frutas cítricas diversas com uma sugestão floral de laranjeira em um leve amargor do petitgrain de laranja amarga. A base de musk é feita para fixar seu aroma de forma discreta e agradável e considerando uma ampla linha de produtos (dos quais há o maravilhoso sabonete que remete a cheiro de laranjeira), Bois d'Orange não tem grandes pretensões a não ser estender o prazer de um banho bem tomado. E isso ele faz com louvor.