Pesquisar este blog

26 de abr de 2016

Lacqua di Fiori Insider - Avaliação


Às vezes um perfume nos remete de forma clara e imediata a uma outra criação, como se fosse um irmão (ou uma cópia) do aroma que nos lembra. Em outros casos, é possível perceber flashes rápidos de semelhança, como traços familiares em um rosto totalmente diferente. E em alguns casos, como em Insider, é possível perceber a alma de vários perfumes incarnada em um outro contexto.

Não que isso significa que essa criação masculina da Lacqua di Fiori seja o resultado final de vários importados jogados numa espécie de liquidificador olfativo e servidos numa espécie de resultado final homogêneo onde o resultado do todo é menor que cada uma das partes. Insider, pelo contrário, carrega em sua singularidade a semelhança dos perfumes masculinos fougéres clássicos do passado, aqueles que imediatamente nos remetem a um aroma masculino clássico e que formam a imagem de um homem de barba feita e com o cheiro do seu pós-barba a exala de seu rosto.

Nesse estilo em específico, Insider me faz pensar inicialmente no infelizmente descontinuado Rive Gauche da Yves Saint Laurent pelo aroma amadeirado seco pontuado por toques de ervas e especiarias. Da mesma forma, há um link sutil com outro clássico Fougére, Azzaro Pour Homme, com um fundo de ervas com um leve quê de anis e algo que remete a Bay Rum. Ainda, o contexto couro + especiarias + madeiras poderia ser visto tanto como uma versão mais domada e moderna do cravo sem barreiras de Jacomo Pour Homme ou até mesmo um couro mais discreto e sugerido do que podemos encontrar no Drakkar Noir Pour Homme.

Veja que são todos perfumes que tiveram seu momento no passado e infelizmente são estilos que acabaram diminuindo sua presença entre os lançamentos masculinos. Creio que Insider consegue ser interessante para aqueles que não estão acostumados com os clássicos por não ter nenhum aroma desafiador em seu equilíbrio fougere ao mesmo tempo em que não soa um perfume tolo em sua harmonia. Apenas, assim como Hit, seu aroma poderia ser mais intenso e marcante, mas talvez não o seja por restrições mais modernas a componentes mais clássicos que dão essa aura fougere à moda antiga,