Pesquisar este blog

24 de jan de 2016

Ego In Vitro - Les Égocentriques



Um dos grandes desafios no mundo da perfumaria comercial, de nicho ou artesanal é o lançamento de coleções. Criar um perfume coeso e que reflita o conceito proposto já não é uma tarefa fácil, imagina então desenvolver toda uma coleção de composições que sejam capazes de funcionarem independente e parecerem como um conjunto bem sucedido. É necessário que exista uma visão bem clara do que deve ser desenvolvido e um compromisso quase perfeccionista com o o resultado final de cada composição.

Dedicação, cuidado com os detalhes e uma visão bem definida do que deveria ser feito é o que torna o novo projeto da Ego In Vitro um caso raro de coleção bem integrada e sem elementos fracos. Ela é a reflexão de uma longa jornada de Daniel Barros, que nos últimos anos se dedicou a se aprofundar sobre cada detalhe do mundo da perfumaria e juntar esse conhecimento com seus anos de estudo no entendimento do funcionamento do Ego de cada pessoa, utilizando-se para isso dos 9 tipos de personalidade do Eneagrama.

Esse é um projeto especial para mim, que ajudei fazendo o papel de um avaliador para certificar-se que o resultado final seria capaz de fazer com que cada perfume refletisse as características principais do Eneagrama. Não somente isso, era necessário manter elos entre as fórmulas desenvolvidas, o que permitisse ao usuário criar posteriormente as combinações entre 2 ou 3 perfumes, de forma a refletir a personalidade única que cada pessoa possui. Isso envolveu diversos testes, mudanças no conceito e as vezes frustrações com combinações que pareciam funcionar mas na prática não se mostraram efetivas.

O resultado final certamente compensou toda jornada e mesmo essas criações sendo mérito apenas do Daniel Barros eu me sinto feliz e confiante com o que foi feito, como uma espécie de padrinho que vê seu afilhado receber o prêmio de melhor aluno. E no próprio processo de avaliação e feedback eu acabei aprendendo mais sobre mim mesmo. Percebi o quanto me identifico com composições que tem um caráter hedonista forte - Tutti, Kaleb e Sasha são perfumes que me moveram imediatamente com seus aromas frutais suculentos, orientais e especiados, respectivamente.

O melhor de tudo é que Les Égocentriques te permite múltiplas jornadas de conhecimento tanto no mundo da perfumaria como no da sua própria personalidade. Eu acredito que é possível apreciar todas as composições, mesmo as que a princípio sejam mais desafiadoras. Elas são uma forma compacta de conhecer diversas estruturas recorrentes da perfumaria. E suas combinações geram inúmeras possibilidades olfativas, o que torna a coleção ainda mais rica e uma experiência mais completa. O desafio inicial pode ter sido alto, mas o que foi entregue é um luxo pensado em cada detalhe. Vale a pena conhecer e para isso basta acessar http://egoinvitro.com.br/egocentriques/