Pesquisar este blog

13 de jan de 2016

Cartier Declaration L'Eau - Fragrance Review



Português (scroll down for english version): as vezes o nome a cor de um perfume pode ser bem enganador e te levar a ter preocupações iniciais antes de conhecer. O Flanker L'Eau do Déclaration me deixou apreensivo de que essa poderia ser uma versão aquática e bem diferente do tradicional, porém o azul oceânico de seu frasco nada tem a ver com o cheiro. Em essência L'Eau é um substituto do Déclaration Cologne, funcionando como uma versão mais light do tradicional.

Em vez de termos aqui uma raiz especiada picante e fresca e um aroma de limão, temos um contraste entre um cheiro de tangerinas/grapefruit e nuances de vetiver e madeiras. Creio que a escolha do grapefruit serviu justamente para o propósito de passar a sensação cítrica e amadeirada ao mesmo tempo, já que há materiais disponíveis ao perfumista que unem justamente essas duas sensação. L'Eau me remete a fruta ainda não cortada, nem muito ácida nem muito adocicada. O aspecto amadeirado já é perceptível de forma suave, começando com essa impressão discreta de vetiver e terminando na essência do tradicional, o aroma de musks e o cheiro mineral amadeirado de iso e super. Entre essas duas partes da abertura e evolução há algo que remete a um cheiro levemente picante e doce e que se encaixa bem com o resto.

Apesar das nuances cítricas, esse de fato é um caso diferenciado de um perfume cologne ou L'eau, que prefere passar essa sensação ao focar nas notas mais suaves e cristalinas do original. Funciona muito bem em dias de calor e é um perfume agradável de usar em forma abundante, refrescante no aspecto cítrico e nada enjoativo. Outro flanker bem feito da família Déclaration.

English:
Sometimes the name and the color of a perfume can be very misleading and cause you to have initial concerns before trying. The L'Eau flanker of Déclaration made me apprehensive that this might be an acquatic and very different from the traditional version, but the blue ocean of its bottle has nothing to do with the smell. In essence L'Eau is a substitute for Déclaration Cologne, working as a lighter version of the traditional.

Instead of having here a spicy and fresh root and lemon aroma, we have a contrast between a smell of tangerines / grapefruit and vetiver and wood nuances. I believe that the choice of grapefruit served precisely for the purpose of passing the citrus and woody feeling at the same time, as there are materials available to the perfumer who rightly links between those two in feel. L'Eau make me think of  fruit not cut, neither too acidic nor too sweet. The woody aspect is already noticeable smoothly, starting with this discreet impression of vetiver and ending with the core of the traditional one, musks and woody mineral smell of iso and super. Between these two parts of the opening and evolution there is something that refers to a slightly spicy and sweet smell and it fits well with the rest.

Despite citrus nuances, this indeed is a different case of a Cologne or L'eau, Perfume who choose to pass this feeling by focusing on softer and crystalline notes of the original. It works great on a hot day and it's a pleasant scent to use abundantly, getting refreshing due the citrus aspect and not cloying. Another flanker of the Déclaration family sometimes the name of the color of a perfume can be very misleading and cause you to have initial concerns before meeting. The Flanker L'Eau Déclaration made me apprehensive that this might be a water and very different from the traditional version, but the blue ocean of your bottle has nothing to do with the smell. In essence L'Eau is a substitute for Déclaration Cologne, working as a lighter version of the traditional.

5 comentários:

Ivy Cascon disse...

Agora sim, Henrique hehehe estava esperando por ele! Realmente, esse perfume permite soltar o dedo no borrifador, sem dó! E quando ocorre esse excesso, eu sinto uma sensação bem soap, parece que um sabonete de luxo no estilo Prada se junta ao cítrico e amadeirado. Eu gosto mt e aqui pro clima desértico Carioca, é o ideal.

Abraços,

Eduardo Cascon.

Henrique/Rick disse...

De fato, excelente para clima como o do rio. Vc ia gostar da cologne, ela tbm permite esse tipo de uso.
Vc citou um que eu adoro, o prada amber pour homme. Preciso subir minha avaliação dele para o blog hora dessas.

Abraços!

Ivy Cascon disse...

Tb gosto demais do Prada Pour Homme.

Aonde eu posso encontrar a Cologne, Henrique?

Eduardo Cascon.

Henrique/Rick disse...

Tem na Top Internacional para vender, tava em promoção inclusive

Isabel Bent disse...

So nice blog with a very beautiful detail about the KENZO FLOWER and i appreciate it.
KENZO FLOWER

Postar um comentário

Comentários com relação a postagem? Escreva aqui
Comments related to the post? Write them here