Pesquisar este blog

29 de dez de 2015

Davidoff Cool Water, Gucci Guilty Homme Intense e Boss Bottled - Avaliações Rápidas


Davidoff Cool Water - escrever sobre um perfume como Cool Water é mais um exercício de registro de sua importância/relevância do que uma tentativa de atrair atenção para seu aroma, já que esse é uma das criações mais copiadas da perfumaria masculina. Eu diria que a maioria dos perfumes aquáticos que vieram depois dos anos 90 seguiram um dos 3 pilares: o aquático com toques florais discretos (Acqua di Gió), o aquático com ênfase no aspecto ozônico (L'Eau d'Issey Pour Homme) e o aquático aromático, caso do Cool Water. Similar a um perfume da Creed feito pelo mesmo perfumista alguns anos antes, Cool Water foi um dos primeiros a utilizar a nota de lavanda que se tornaria comum nos perfumes masculinos a partir daí, o dihidromircenol. Seu cheiro tem o aroma fresco e sutilmente doce dessa molécula, que é combinado com outros sintéticos dando um toque herbal mentolado controlado. A ele soma-se um acorde frutal de maçã e uma base leve e duradoura de musks e tons ambarados e amadeirados luminosos. Seu trunfo é fazer com que o acorde aquático, calibrado com o resto, nunca mostre as nuances mais artificiais. Cool Water é certamente uma das fragrâncias mais batidas, mas sua fórmula funciona perfeitamente bem e seus aspectos técnicos (ótimo rastro e duração) o tornam uma boa escolha para quem tem dúvidas do que escolher.


Gucci Guilty Homme Intense - se há algo que essa criação é culpada (guilty) é de intensificar o aspecto mais artificial do Gucci Guilty Homme. É certo que isso cria uma composição com maior duração e projeção, porém trás momentos de distorção. A ideia trabalhada é simples: pegue a parte aquática, fresca e cítrica de um fougere moderno e adicione uma base chypre amadeirada mais moderna. A saída poderia ser melhor, já que há algo aquático que dá rapidamente um cheiro de ovo e de colher molhada ao perfume. O Patchouli e o ambar tentam mascarar, mas parece que essas duas pontas ficam brigando pela atenção no nariz. O cheiro cítrico e levemente floral funciona, entretanto poderia ter um aroma cítrico mais suculento e um pouco doce. É uma criação que poderia ser lançada por qualquer empresa, não tem nada que especificamente diga Gucci nela.


Boss Bottled - acho curioso e muito bom que o perfume que representa a essência Boss engarrafada não contenha nada das notas aromáticas e que parecem desodorante, comuns em várias criações mais recentes da Hugo Boss. Bottled é uma espécie de oriental frutado light, inofensivo, agradável e cotidiano. Seu cheiro combina toques frutais que remetem de longe a maçã, um leve tom herbal mentolado, um uso bem discreto de especiarias e uma base que emula em meio a musks e madeiras suaves o cheiro de baunilha sem trazer uma interpretação muito adocicada ou encorpada dela. Esse é outra das criações Boss simples, direta ao ponto, compacto no cheiro. O enquadro na mesma categoria do Cool Water, de perfumes que você escolhe quando não tem nenhuma ideia do que irá escolher.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comentários com relação a postagem? Escreva aqui
Comments related to the post? Write them here