Pesquisar este blog

19 de nov de 2015

Thierry Mugler Les Exceptions Cuir Impertinent - Fragrance Review



Português (scroll down for english version): certamente o nome de Cuir Impertinent pode levar a conclusões precipitadas quanto ao estilo do perfume  Não há nada realmente impertinente ou até mesmo complicado em seu aroma, o que poderia criar expectativas de um acorde clássico de couro, daqueles mais fenólicos/defumados que espantam a muitos. Mas o resultado final é certamente como a marca promete, disruptivo e inesperado.

De que forma isso é conseguido? Mascarando a influência direta em um dos perfumes de couro mais apreciados no mercado de nicho - Tuscan Leather da Tom Ford. De todos os perfumes inspirados em Tuscan, Cuir Impertinent é o que realmente consegue trazer algo diferente e fazer uma transição que demore um bom tempo para que você se dê conta da semelhança. Para isso, ao redor do aroma de anis estrelado é criado um interessante acorde verde, mentolado e com nuances de grama fresca. Esse acorde me lembra de alguma forma o aroma da saída de um Annick Goutal, Nuit Etoilée. Mas no ponte onde Nuit evolui para um murmuro, Cuir Impertinent faz a transição para um aroma que remete a um tabaco com cheiro de mel, sendo que esse progride lentamente para o aroma do couro moderadamente esfumaçado, seco e amadeirado ao estilo da base de Tuscan Leather.

A combinação de mundos tão diferentes e a princípio incompatíveis é a grande ruptura, surpresa e agradabilidade aqui. Por mais que Cuir Impertinent soe familiar, ele consegue ter algo novo a dizer. E esse algo novo é dito com uma excelente performance de duração e longevidade. Se não for o melhor da linha é o segundo melhor.

English: certainly the name Cuir impertinent can lead to hasty conclusions about the perfume style. There's nothing really naughty or even complicated in the scent, which could create expectations of a classic leather impression, those more phenolic / smoked that scares many . But the end result is certainly as the brand promises, disruptive and unexpected.

How is this achieved? Masking the direct influence on one of the leather scents more appreciated in the niche market - Tom Ford Tuscan Leather. Of all the perfumes inspired by Tuscan, Cuir Impertinent is what really manages to bring something different and make a transition that takes a long time for you to take account of the similarity. For this, around the star anise aroma is created an interesting aroma made of green, minty and fresh grass nuances. This reminds me somehow the opening of one Annick Goutal creation, Nuit Etoilée. But the bridge where Nuit evolves into a mumble, Cuir impertinent transitions to an aroma that refers to a tobacco with honey smell, and this progresses slowly to the leather aroma moderately smoky, dry, woody-style base of Tuscan Leather.

The combination of worlds so different and incompatible at principle is the big break, surprise and pleasantness here. As much as Cuir impertinent sounds familiar, it has something new to say. And that something new is said with an excellent performance and long longevity. If not the best line is the second best.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comentários com relação a postagem? Escreva aqui
Comments related to the post? Write them here