Pesquisar este blog

10 de nov de 2015

Pell Wall Perfumes Minted Mornings e Devana - Fragrance Reviews


Português (scroll down for english version): os perfumes que Chris lançou sob sua marca Pell Wall Perfumes certamente parecem se encaixar na descrição que ele me fez de sua marca, elegância com um certo aspecto experimental, como se fossem em perfumes o equivalente de smokings bem cortados. A descrição certamente se encaixa bem nos dois já testados anteriormente e em Minted Mornings e em Devana. Os 4 possuem em comum elementos clássicos com uma experimentação mais moderna, interessante porém com uma visão sempre na usabilidade.

Minted Mornings, assim como Devana, faz parte do centro da marca que explora os aromas herbais de forma diversificada. Se em Gin & Lime as ervas complementam uma ideia clássica de uma cologne interpretada de forma moderna e se em Sativus elas forma um coquetel de folhas frescas com nuances de limão, em Minted Mornings temos uma revigorante e refrescante combinação de diferentes tipos de mentas. Chris compõe em aroma o equivalente a um acorde musical que parece ser capaz de combinar a mesma nota em diversas escalas e parecer bem harmônico. A nuance de pasta de dente que muitas pessoas não gostam não é tão evidente e minted mornings me lembra mais o cheiro da seiva de folhas de menta esmagadas. Ou ainda seu cheiro me remete ao aroma fresco, intenso e herbal do chá de menta e hortelã. É interessante como a rosa e o jacinto são utilizados para conferir leves nuances florais verdes e meio amargas que combinam perfeitamente com o aroma da menta. A transição para a base é feita de forma transparente, com o que parece uma interpretação moderna do cheiro de sândalo indiano e que perdura por um bom tempo na pele.

Já Devana explora outro espectro de ervas aromáticas, se dedicando ao aroma do Absinto, também conhecido como Artemísia Absinthium. Tanto a erva como o perfume estão relacionados a mitologia da Deusa Grega conhecida como Artemísia (para os romanos, Diana), que era a Deusa da caça e protetora das florestas e das crianças. Certamente a ligação da erva com a sua Deusa inspiradora se deve pelo cheiro herbal afiado, quase medicinal, bem intenso, entre o fresco, picante e o amargo. Todas essas propriedades estão presentes em Devana, balanceada por um toque mentolado mais sutil e por um aspecto cítrico secundário. A frésia e a groselha parecem acrescentar um pano de fundo levemente floral e frutal para a predominância verde da composição ao passo que a base evolui de forma parecida a de minted mornings, porém com um sândalo menos intenso e com nuances de cedro e ambar.

É interessante notar que os 4 perfumes da Pell Wall tem elementos em comum e cheiros distintos e me parecem convidativos para um uso combinado, tal como peças clássicas de um guarda roupa. São criações perfeitamente unissex porém com um apelo bem claro para o público masculino que costuma apreciar esse tipo de composição.

English: 
The perfumes that Chris launched under its Pall Wall Perfumes brands certainly seems to fit the description he made me about his brand, elegance with a certain edge,  perfume  equivalent of a well-cut tuxedo. The description certainly fits in both previously tested and in Minted Mornings and Devana. The four have in common classical elements with a more modern experimentation, interesting but always with a view on usability.

Minted Mornings, as well as Devana, is part of the center of the brand that explores herbal aromas in a diversified manner. If In Gin & Lime herbs complement a classic idea of ​​a cologne interpreted in a modern way and in Sativus they form a cocktail of fresh leaves with lemon flower nuances, in Minted Mornings they have an invigorating and refreshing combination of different types of mint. Chris compounds in this aroma the equivalent of a musical chord that seems to be able to match the same note in different scales and look good and harmonious. The nuance of toothpaste that many people do not like is not so evident and minted mornings reminds me more the smell of sap of crushed mint leaves. Or its smell brings me the fresh and intense aroma of spearmint and/or mint herbal tea. It's interesting how the rose and hyacinth are used to impart light green floral nuances and a bitter part that perfectly match the mint aroma. The transition to the base is done in a transparent manner, with what looks like a modern interpretation of Indian sandalwood scent that will last for a long time on the skin.

Devana explores another range of herbs, dedicated to the aroma of Absinthe, also known as Artemisia Absinthium. Both the herb and perfume are related to Greek mythologic goddess known as Artemisia (to the Romans, Diana), who was the goddess of the hunt and protector of forests and children. Certainly the herbs in connection with its inspiring Goddess is due to the sharp herbal scent, almost medicinal, pretty intense, between the fresh, spicy and bitter. All these properties are present in Devana, balanced by a more subtle minty touch and a secondary citric aspect. The freesia and blackcurrant seem to add a background lightly floral and fruity to green predominance of the composition while the base evolve similarly to minted mornings, but with a less intense sandalwood and with cedary and amber nuances.

Interestingly, the four scents of Pell Wall has elements in common yet distinct smells and seem inviting for a combined use, such as classic pieces of a wardrobe. They are perfectly unisex creations but with a clear appeal to the male audience that usually appreciate this kind of composition.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comentários com relação a postagem? Escreva aqui
Comments related to the post? Write them here