Pesquisar este blog

11 de nov de 2015

Pell Wall Perfumes Green Carnation e Persian Prince - Fragrance Reviews


Português (scroll down for english version): assim como um pintor que costuma ter um estilo específico de criação ao escolher determinadas tintas e formas de pincelá-las, um perfumista costuma ter uma predileção por alguns aromas e uma forma específica de combiná-los. No universo da Pell Wall o verde e a concisão são dois aspectos bem evidentes na forma de criar de Chris. A predileção por nuances verdes e herbais acaba aparecendo mesmo em seus perfumes de temática floral e a harmonia, leveza e longevidade são recorrentes e pontos que se destacam nas diferentes temáticas.

Green Carnation me mostra um lado das flores de cravo que até hoje eu não tinha presenciado, o cheiro de folhas verdes, grama fresca e rosas verdes. O segredo está nas nuances, o que trás o diferencial nas criações da Pell Wall. O aroma picante, seco, levemente atalcado e quente da flor de cravo também está aqui, mas ele abre espaço para uma dinâmica floral mais interessante, algo que transita entre o aspecto clean do musks e das madeiras da base, o aroma fresco e amargo da rosa e do gálbano e o cheiro retrô, floral e picante da flor de cravo. A classificação de green carnation como um masculino é interessante, já que há poucos nessa área e seu cheiro mais afiado e seco pode funcionar muito bem para esse púbico.

Persian Prince é de longe até agora o meu favorito da linha, um triunfo entre o cheiro funcional chic e o aroma floral cuidadosamente orquestrado. A reconstrução do aroma da flor de jacinto azul é um trabalho laborioso e de fino ajuste dos detalhes já que não há jacinto de forma natural e a temática é explorado de forma inteligente ao relacioná-lo ao nome da composição devido  a flor ser um dos elementos das tradições Persas de ano novo. O seu aroma me remete a um dos sabonetes mais caros e elegantes que eu já tive a chance de ter, o Contes Tahitienes da Guerlain. O exotismo elegante e aéreo que ficou gravado na minha memória relacionado ao sabonete eu vejo aqui interpretado em um contexto de seiva de folhas e um frescor floral levemente metálico. O acorde de musk funciona perfeitamente, ampliando o lado sedoso da flor e carregando a como se fizesse o papel do vento carregando uma sinfonia de pétalas florais com cheiro verde.

English: as well as a painter who usually has a specific style of creation when choosing certain paints and forms of swabbing them a perfumer usually has a fondness for some aromas and a specific way of combining them. In the universe of Pell Wall green and conciseness are two very obvious aspects of Chris composition style. The predilection for green and herbal nuances just showing up even in his floral themed perfumes and harmony, lightness and longevity are recurrent and points that stand out in the different themes.

Green Carnation shows me one side of the carnation flowers that until today I had not seen, the smell of green leaves, fresh grass and green roses. The secret is in the nuances, which brings the difference in Pell Wall Creations. The spicy, dry, slightly powdery and warm aroma of carnation flower is also here, but it makes room for a more interesting floral dynamic, which moves between the clean aspect of musks and woods of the base, fresh and bitter aroma of rose and galbanum and  the smell of a retro, floral and spicy carnation flower. Classifying it as a male option is interesting, as there are few in this area and its sharper, dry smell can work very well for this pubic.

Persian Prince is by far my favorite of the line until now, a triumph of the chic functional smell and carefully orchestrated floral aroma. The reconstruction of blue hyacinth flower is a laborious work involving the fine-tuning of details since there is no hyacinth naturally and the theme is explored in an intelligent way since the flower is one of the elements of New Year's Persian traditions . Its aroma brings me to one of the most expensive and elegant soaps I've ever had the chance to have, the Contes Tahitienes of Guerlain. The elegant and airy exoticism that stuck in my memory related to soap I see here interpreted in a context of sap leaves and slightly metallic floral freshness. The musk accord works perfectly, expanding the silky side of the flower and carrying as if it play the role of wind carrying a symphony of floral petals and green aromas.