Pesquisar este blog

30 de nov de 2015

Mahogany Stark e Make Me Fever Gold - Avaliações



Eu diria que há uma diferença sutil ou média entre o trabalho realizado pela Mahogany e a produção de muitas empresas que oferecem, sem puder, alternativas aos importados na forma de contratipos. Os contratipos costumam se aproximar o máximo possível do perfume original dentro do seu orçamento, criando nomes que remetam e algumas vezes frascos que imitam de forma mais simples o perfume em que se inspiram. Eu diria que a Mahogany se distancia desse modelo e é uma espécie de Zara Brasileira da perfumaria, uma fast fashion que digere as criações comerciais e as reinterpreta mantendo a forma e mudando detalhes, frascos e nomes. É possível perceber na linha da empresa um mix de tendências clássicas e modernas. Stark e Make Me Fever Gold fazem parte da segunda classe.

Make Me Fever Gold é a aposta da marca na direção de um tipo moderno de rosas que ganhou nova força após o sucesso de vendas de 2008, Chloe. As rosas de Chloe apostaram na direção que reforça o aspecto mais almiscarado, verde e levemente frutado da flor em uma sensação que mistura o cheiro da rosa com o cheiro da peônia, também delicado, levemente verde e sutil em sua doçura. Make Me Fever Gold se apropria dessa ideia e sugere o tom dourado por uma luminosidade cítrica que envolve as rosas. É um acorde interessante, que mantem sua harmonia por um bom tempo e irradia uma fragrância floral fresca, levemente cítrica e sutilmente frutada. Uma parte que para mim diferencia Make Me Fever Gold do Chloe é a base, que tem nuances de baunilha em meio ao aroma dos musks brancos, o que lhe dá um fundo adocicado que se revela mais intensamente na pele com o calor do corpo. É uma finalização elegante para uma composição elegante e de fácil uso.

Stark já vai numa linha que costuma fazer sucesso na perfumaria masculina e que aparece em tantas criações que certamente diferentes usuários terão diferences sensações com seu aroma. A mais comentada é da semelhança com o Fierce da Abercrombie, entretanto Stark remete muito ao recém lançado Sauvage da Dior. O que os 3 tem em comum? Uma dinâmica que utiliza notas cítricas frescas e verde, um toque apimentado, o cheiro aromático e clean do dihidromircenol e lavanda e uma base almiscarada e amadeirada mineral que depende bastante do iso e super, a nota sintética mais utilizada para dar um cheiro abstrato, leve e persistente de madeira que não remete especificamente a nenhuma. Stark se difere pela ausência de tons de musgo e parece mais básico talvez, ainda que atingindo com sucesso a ideia de frescor leve e de boa duração que muitos desejam. 


9 comentários:

Natally Nayutta disse...

Adorei sua resenha!!!

Henrique/Rick disse...

Fico feliz em saber isso Natally :)

Leonardo carlos gomes disse...

Eu tenho o Stark, e de 12 perfumes da minha coleção atualmente, ele é desparado o que eu mais gosto, fixação boa, projeção boa, aroma ótimo e uma super versatilidade. Parabéns pra Mahogany.

Rafael Oxn. disse...

Fierce é um pouco dificil d encontrar e realmente esse Stark tem bastante "semelhança" hahaha. Eu diria que 75-80% parecido. Pra quem curte vale sim a pena (mesmo com esse nome remetendo a casa Stark de Game of Thrones kkkk - SQN né

Henrique/Rick disse...

Olha, a partir dessa semana não é mais difícil Rafael, apareceu na sephora. Só é caro mesmo....

Rafael Oxn. disse...

mesmo?! até que enfim ... (se bem que agora corre o risco de cair no mainstream ¬¬

Carlos Sugawara disse...

cara! muito legal mesmo suas resenhas! pergunta: tanto nessa resenha como em outras ja vi voce se referindo ao "iso" e ao "super", a que substancias das fragrâncias voce se refere exatamente? são os componentes sintéticos genéricos? valeu! abc

Henrique/Rick disse...

Muito obrigado pelo elogio Carlos! Iso E Super é um componente sintético sim, não necessariamente genérico, mas é um muito popular e conhecido por durar bastante na pele de uma forma suave. Ele aparece em vários perfumes, mas alguns que você consegue identificar claramente são esses: Lalique Perles, Lalique Encre Noire, Hermes Terre d'Hermes, Cartier Declaration. Se vc puder, vá a uma perfumaria, borrife todos em fitas olfativas e espere algumas horas. Você verá que todos esses perfumes evoluem para um cheiro amadeirado abstrato (pois não lembra nenhuma madeira em específico), leve, algo meio "mineral". É esse o famoso iso e super :)
Abraços!

Unknown disse...

Tenho o stark, fierce e Montblanc legend, basicamente o mesmo cheiro mas o stark parece projetar mais e o fierce ter duração e silagem melhores.

Postar um comentário

Comentários com relação a postagem? Escreva aqui
Comments related to the post? Write them here