Pesquisar este blog

18 de nov de 2015

Les Liquides Imaginaires Tumultu - Fragrance Review


Português (scroll down for english version): 

Dentro da primeira coleção de perfumes dedicadas aos primórdios da perfumaria e as emoções intensas que os perfumes geram, Tumultu sofre do mesmo problema que outras criações da grife: há muito conceito para pouco perfume. Les Liquides Imaginaires segue o caminho fácil e fica só na imaginação da narrativa e do marketing. O que é entregue vai a rota fácil de agradar pelo conhecido e se diferenciar aumentando o volume, como uma pessoa passa a gritar quando não tem nada diferente a dizer do que já foi dito. A combinação de sândalo, cedro, musks, madeiras minerais é extremamente agradável - e família. A ela é acrescido um acorde cítrico, floral e frutal que parece ter sido trazido diretamente de uma das criações de Jacques Bogart. É como se Tumultu fosse Bogart iniciando uma coleção exclusiva e cara.


English:

Within the first perfume collection dedicated to the  early days of perfumery  and intense emotions that perfumes generate, Tumultu suffers from the same problem as other creations of the brand: much concept for little perfume. Les liquides Imaginaires follow the easy road and stays only in the imagination of narrative and marketing. What is delivered is going the easy route to please the known and differentiate only by increasing the volume, as a person begins to scream when you have nothing different to say than has already been said. The combination of sandalwood, cedar, musks, woods minerals is extremely nice - and family. To it is added a citrus, floral and fruity chord that seems to have been brought directly from one of the creations of Jacques Bogart. It's like Tumultu was Bogart strating an exclusive and expensive collection.