Pesquisar este blog

25 de out de 2015

Dior Homme Parfum - Avaliação


Ainda que já existam alguns poucos perfumes masculinos na concentração parfum, esse é um ítem ainda que poucas marcas se arriscam a lançar. A Dior como foi uma grife que sempre correu riscos na sua linha masculina, lançou em 2014 o segundo de seus parfums voltados ao público que procura uma versão ainda mais concentrada e marcante do seu perfume favorito.

Minha impressão é que as 3 principais dimensões do acorde do Dior Homme se tornaram mais complexas e ricas nessa versão: a iris, o aroma de couro e o aroma da baunilha. Pode até parecer, a princípio, que essa é apenas uma versão mais intensa do Dior Homme Intense, mas o resultado final vai além disso. A Iris na saída ganhou mais reforço no seu aroma terroso e se não há mais iris natural aqui o acorde feito pelo menos parece de iris natural e cara. A nuance de baunilha parece mais complexa, um doce com um teor cremoso que me lembra algo mais moderado do aroma adocicado do Amouage Interlude Man. O aroma de couro é bem interessante, pois tem um quê meio vintage ao mesmo tempo que é bem moderno, um couro emborrachado com um quê amadeirado esfumaçado de oud e estoraque talvez. Em alguns momentos, misturado a esses 3 aromas entra em foco o que parece um cheiro especiado doce, levemente atalcado, como se fosse o cheiro de canela polvilhada na baunilha.

A concentração Parfum é um bom exemplo de que é possível sim criar um perfume luxuoso e complexo para o público masculino. Esse preconceito com concentrações mais ricas tem que cair, pois não faz mais nenhum sentido. Espero que boas criações assim incentivem mais produtos bons para o público masculino.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comentários com relação a postagem? Escreva aqui
Comments related to the post? Write them here