Pesquisar este blog

7 de set de 2015

Natura Vôvó masculino e Vôvó feminino Resenhas



Observação: originalmente, as avaliações foram criadas para fazer parte de um ebook que eu pretendia criar de um panorama completo da perfumaria da Natura. Como a marca tem se mostrado extremamente dinâmica e rápida nos lançamentos e descontinuações, desisti da idéia e as avaliações farão parte do blog.

Vôvó (masculino):

Desde que eu o vi pela primeira vez em um dos catálogos da Natura eu fiquei intrigado com esse lançamento. Eu acho a ideia de ressaltar o laço de afetividade entre netos e avôs e avós muito bonito, entretanto do ponto de vista comercial não creio que seja uma boa idéia por três motivos:

- Se é para ressaltar esse laço, cadê a versão infantil para acompanhar e ser complementar? O produto parece incompleto por conta disso
- O nome é confuso. Tanto o masculino como o feminino chamam-se vôvó. Sei que faz sentido pela sonoridade, mas dá uma impressão errada de que eles são uma identidade única.
-A natura é uma empresa comercial e mirou num clichê comercial que a maioria dos consumidores evita: um perfume que os faz soar velhos. Eu penso que não são vovôs e vovós os principais consumidores da marca.

O frasco em si guarda uma conotação um tanto duvidosa. Coloca dois deles e você terá um belo par de peitos pontudos. O spray tem até o formato dos mamilos.

Indo ao que interessa, e quanto ao cheiro? É um bom amadeirado, ainda que básico. Eu percebi que sândalo é uma nota importante para a marca, pois está presente em quase todos que eu usei até agora. A estrutura de sândalo, musk, especiarias e cítricos é bem harmônica, agradável, com uma cremosidade das especiarias que combina perfeitamente com a idéia de sândalo proposta na base. Creio que ele poderia ser mais interessante ainda se tivesse alguma tonalidade floral ou algo de incenso ou nuances adocicadas, mas gostei do que senti. Achei uma boa idéia desperdiçada em um conceito estranho.

Vôvó (feminino):

A linha Vôvó me mostra que um bom conceito e nome é tão necessário quanto um bom perfume, visto que eles podem afastar o consumidor de um produto bem feito. De senhoril nem o feminino nem o masculino nada possuem, são criações adultas bem elaboradas que se fossem para levar um nome seguindo a lógica familiar teriam sido melhor nomeados como Tio e Tia. Ambos me parecem conectados pelo tema das madeiras e especiarias, ainda que eu não veja especiarias listadas na pirâmide do feminino. Aliás, o feminino é um triunfo para mim, já que é um dos poucos perfumes frutais de pêra que em nenhum momento me remete a shampoo, a pass comfort ou a qualquer outro produto. O equilíbrio entre o acorde frutal de pêra, um aroma entre cardamomo e pimenta rosa e um excelente acorde de rosa o torna sensual e aconchegante para mim, um aroma que exala e que eu tenho vontade de continuar sentindo de forma contínua na pele. A base amadeirada é na medida para sustentar as flores especiadas e frutas sem se tornar muito seca. Para mim está entre um dos melhores femininos da Natura, não sei se vende ou se irá durar na linha devido a um conceito que para mim é bem infeliz.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comentários com relação a postagem? Escreva aqui
Comments related to the post? Write them here