Pesquisar este blog

13 de set de 2015

Mahogany Wild Cat Resenha



É possível perceber que o mercado nacional de perfumes nos últimos anos se tornou bem mais competitivo. Isso é ótimo para o consumidor, que tem chances de sair das mesmas marcas e encontrar opções interessantes. Uma das que tem cativado o público é a Mahogany, que já se consolidou ao oferecer bons perfumes que seguem o caminho olfativo de criações importadas ao mesmo tempo que cria uma gama ampla de produtos para que seus consumidores possam ter uma experiência olfativa mais completa possível.

Wild Cat é uma de suas criações que eu sempre vi comentários elogiosos de usuários nos grupos do Facebook. Certamente é um que agrada em cheio com um estilo chypre moderno que oferece o frescor cítrico, um aroma floral sensual, e uma base doce e amadeirada de musk, patchouli e praline. A combinação me parece seguir a linha de dois perfumes comerciais importados, ambos criações ricas no mesmo tipo de patchouli explorado aqui: Tom Ford Black Orchid e Chanel Allure Sensuelle. A doçura frutal licorosa do Black Orchid é sugerida aqui, entretanto para mim predomina a parte frutal cítrica, as flores brancas e o patchouli com musk, o que o aproximam bem mais do Allure Sensuelle. Ainda sim, Wild Cat tem um charme próprio para não depender de nenhum dos dois.

A saída tem o cheiro cítrico adocicado, com algum toque de pêssego e de frutas silvestres de fundo. Ela é docinha, licorosa e chega a sugerir o cheiro de batida alcólica de frutas que se percebe no Black Orchid. Rapidamente, um tom mentolado e doce faz a transição para o acorde floral branco, uma mistura de traços de jasmim, rosa e lírio do vale, algo que tenta equilibrar um lado mais selvagem e sensual das flores brancas com um lado mais comportado do lírio do vale. As flores são envoltas no tom sedoso e levemente doce do almíscar, no toque açúcarado do acorde de praliné e no aroma amadeirado, canforado e meio amargo do patchouli, que completa esse cenário de sedução.

Mais intenso na saída, Wild Cat vai 'se domesticando' conforme evolui na pele, e creio que nesse ponto o uso dos produtos complementares certamente ajudará numa experiência olfativa mais densa e duradoura. Ainda sim, ao se tornar mais discreto ele ainda é bem perceptível e aconchegante na pele, uma opção de bom custo/benefício para quem procura um chypre moderno acessível.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comentários com relação a postagem? Escreva aqui
Comments related to the post? Write them here