Pesquisar este blog

30 de ago de 2015

Parfums de Nicolaï Nicolaï Pour Homme e Mahararadjah Fragrance Reviews


Português (scroll down for english version): se você não conhece um pouco sobre a Parfums de Nicolaï e sua perfumista e fundadora é capaz de olhar para os frascos e subestimar seus conteúdos devido a simplicidade deles. Sobrinha de Jean Paul Guerlain e presidente da famosa Osmothèque, a biblioteca  parisiense que preserva grandes criações do passado, Patricia de Nicolaï mostra em suas criações um talento nato, uma harmonia fluída e elegante e um luxo sem tons de esnobismo que raramente é visto nesse mercado que tanto vive de imagem. Suas criações usam elementos clássicos sem torná-los banais. É o caso, por exemplo, do papel da lavanda tanto em Nicolaï Pour Homme como em Maharadjah.

Nicolaï Pour Homme: a fama da lavanda como um item mais funcional não é atoa e está certamente atrelado a sua história de uso, tantos nos banhos como na limpeza de ambientes. Por isso, não é fácil criar um perfume como Nicolaï Pour Homme, que a dissocie desse aspecto. Para isso, a perfumista recorre ao aroma levemente amargo e de grama cortada do gálbano, que ajuda a ampliar o lado mais herbal da lavanda. Há um leve tom de jasmim dando uma aura floral brilhante e leve, enquanto a base de Nicolaï apresenta uma harmonia oriental que usa o musgo de carvalho para balancear o lado mais doce e resinoso. A aura como um todo parece firmemente equilibrada entre frescor, sensualidade e seriedade, uma impressão muito requintada e agradável.

Maharadjah: esse é um exemplo onde vemos a lavanda utilizada para enriquecer ainda mais uma harmonia oriental opulenta e marcante. Maharadjah me faz lembrar uma versão mais complexa e interessante da concentração edp do Opium Pour Homme e a sua lavanda me parece mais próxima ao absoluto de lavanda, que diferente do óleo essencial extraído por destilação possui uma doçura e um aroma especiado que não é comum de se perceber na lavanda. Maharadjah é deliciosamente doce e quente, picante na combinação cravo e canela, entretanto não saturado nas especiarias. O patchouli e a baunilha acrescentam um aroma doce e meio amargo ao passo que a menta dá um frescor herbal que complementa o constraste da composição. Mais encorpado que Nicolaï Pour Homme, Maharadjah entretanto consegue ser versátil se usado em doses menores no dia-dia. Um perfume oriental clássico e fabuloso.

English:

If you know  little about Parfums de Nicolaï and her perfumer and founder you can probably  look at the perfume bottles and underestimate their content due to their simplicity. Niece of Jean Paul Guerlain and president of the famous Osmothèque, the Parisian library that preserves the great creations of the past, Patricia de Nicolaï shows in their creations a natural talent, a fluid and elegant harmony and a luxury without snobbery tone that is rarely seen in this market that relies so much on image. Her creations use classic elements without making them banal. This is the case, for example, of the role that lavender plays in both Nicolaï pour Homme and Maharadjah.

Nicolaï Pour Homme: the fame of lavender as a more functional item is not for nothing and is certainly linked to its history of use, many in the baths and in cleaning environments. So it is not easy to create a perfume as Nicolaï Pour Homme, the decoupling of this aspect. For this, the perfumer uses the slightly bitter aroma and grass cut from galbanum, which helps extend the  more herbal lavender part. There is a slight jasmine tone giving a bright and light floral aura, while the Nicolaï Pour Homme base has an oriental harmony using oak moss to balance the sweetest and resin side. Aura as a whole seems firmly balanced between freshness, sensuality and seriousness, a very refined and pleasant impression.

Maharadjah: this is an example where we see the lavender used to further enrich an oriental opulent and striking harmony. Maharadjah makes me think of a more complex and interesting version of EDP concentration of Opium Pour Homme and its lavender seems closer to lavender absolute, that different from the essential oil extracted by distillation has a sweetness and a spicy aroma that is not common perceived in lavender. Maharadjah is deliciously sweet and hot, spicy cloves in combination with cinnamon, however unsaturated spices. The patchouli and vanilla add a sweet and bittersweet aroma while the mint gives an herbal freshness that complements the contrast of the composition. Thicker than Nicolaï Pour Homme, Maharadjah however can be versatile if used in lower doses in daily life. A classic  and fabulous oriental scent.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comentários com relação a postagem? Escreva aqui
Comments related to the post? Write them here