Pesquisar este blog

20 de ago de 2015

Atelier Cologne - Vétiver Fatal, Figuier Ardent, Cèdre Atlas, Sud Magnólia Fragrance Reviews



Português (scroll down for english version): as vezes percebo uma certa abordagem didática na coleção de perfumes da Atelier Cologne. É como se a marca oferecesse dentro de um template básico de notas cítricas, musks e aromas minerais a possibilidade de seus consumidores entenderem a dinâmica do aroma de determinadas matérias-primas e a forma como elas se comportam quando combinadas a identidade principal da marca. A duração e performance são sempre maravilhosas, com alguns casos possuindo uma fragrância mais interessante do que a outra. Abaixo, uma avaliação de 4 diferentes criações da marca:

Vétiver Fatal - dos 4 analisados, talvez seja o mais interessante por explorar o aspecto mais aquático da raiz de vetiver por uma via não comum, a da folha da violeta. As notas cítricas nesse caso dão uma aura levemente floral e brilhante, que remete a flor de laranjeira, enquanto uma nota mais aquática se mistura ao cheiro aromático e plástico das folhas de violeta. O vetiver se torna mais evidente no final da composição, com um aroma levemente doce e amendoado que remete um pouco ao Vetiver Tonka da Hermés.

Sud Magnólia - um exemplo bem agradável de um floral verde e cítrico, algo bem primaveril. Sud Magnólia explora as nuances cítricas que remetem a limão dessa flor, combinando as com um leve aspecto de jasmim, um aroma floral luminoso que remete a lírio e contornos levemente frutais e ácidos. Além do aspecto de limão é possível perceber um aroma cítrico adocicado que remete a tangerina de forma bem breve na saída do perfume. Um aroma mais delicado porém de boa duração;

Figuier Ardent - já imaginou como seria se a Cartier tivesse criado uma versão de figo do Declaration Pour Homme? É basicamente o que esse perfume propõe com seu cheiro verde e adocicado de figos, mais refrescante na saída e evoluindo para um aroma amadeirado mineral com nuances de pimenta, uma iris levemente terrosa e um cheiro cremoso de cardamomo.

Cedre Atlas- dos 4, é talvez o que eu me sinta mais dividido quanto ao cheiro, já que a sua base é bem potente e acaba sobressaltando em relação aos outros elementos da composição. Apesar do nome aludir a variedade de cedro que possui um aroma amadeirado seco e que remete a incenso, Cedre Atlas me parece dominado pelo aroma de excelente duração do ambroxan, que lhe confere uma aura ambarada mineral. A parte cítrica e frutada acaba ficando de forma secundária, enquanto o cheiro de cedro e ambar/ambergris torna o perfume um pouco linear, porém aveludado e bem confortável na pele.

English:

Sometimes I perceive a certain didactic approach in Atelier Cologne perfume collection. It's like the brand offered in a basic template of citrus notes, musks and mineral aromas the possibility of its consumers understand the aroma dynamics of certain raw materials and how they behave when combined the main brand identity. The duration and performance is always wonderful with some cases having fragrances more interesting than the others. Below, i present short reviews of 4 different creations of the brand:

Vetiver Fatal - from the 4 analyzed, perhaps it's the most interesting by exploring the aquatic aspect of the Vetiver root by an unusual route, violet leaf. The citrus notes in this case give a slightly floral and bright aura, which refers to orange blossom, while a more aquatic note is mixed with aromatic and plastic smell of violet leaves. Vetiver is most evident at the end of the composition, with a slightly sweet and nutty aroma that brings a bit of the Vetiver Tonka Hermes.

Sud Magnolia - a very nice example of a green citrus floral, something good for spring. Sud Magnolia explores citrus nuances of the flower that reminds me of lemon, combining with a light aspect of jasmine, a light floral aroma with Lily nuances and a slightly fruity  acidic countour. Besides the lemon aspect you can see a sweet citrus aroma that smells like tangerine and appears briefly in the perfume perfume opening. A more delicate aroma overall but still lasting a good time.

Figuier Ardent - ever wondered how it would be if Cartier had created a fig version of the Declaration Pour Homme? It's basically what this perfume proposes with its green and sweet smell of figs, more refreshing in opening and evolving into a mineral woody aroma with pepper nuances, a slightly earthy iris and a creamy scent of cardamom.


Cedre Atlas- this  is perhaps from the 4 what I feel more divided about the smell, since its base is very powerful and startling turns in the other components of the composition. Despite its name alluding to the variety of cedar has a dry woody aroma and refers to incense, Cedre Atlas seems dominated by the scent of great duration of ambroxan, which gives it a mineral amber colored aura. The citrus and fruity part ends up secondarily, while the smell of cedar and amber / ambergris makes the scent a bit linear but velvety and very comfortable on the skin.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comentários com relação a postagem? Escreva aqui
Comments related to the post? Write them here