Pesquisar este blog

8 de jul de 2015

Mendittorosa Odori d'Anima Omega e Id Fragrance Review


Português (scroll down for english version): há algo de curioso para mim na forma como os perfumes da trilogia Mendittorosa se comportam na minha pele. Eu os percebo como intensos, mas ao mesmo tempo delicados, cheiros que parecem simultaneamente me envolver e também me cegar. Os aromas me desafiam a serem entendidos ao mesmo passo que parecem acessíveis para mim em seu cheiro.

A Trilogia possui uma forma interessante de comportamento, já que ao mesmo tempo que ela tem o começo em Alfa e o fim em Ômega ela também é contínua e circular ao incluir Id, o perfume inspirado no apelido do vulcão da ilha de Stromboli, parte da vida de Stefania. Id é o início e o fim, o ciclo da vida, a explosão que leva toda a vida existente ao mesmo tempo que abre caminho para que uma nova vida brote. E é em cima desses conceitos que os dois perfumes se revelam para mim, sempre entre momentos de sussurro e momentos mais marcantes.

Ômega compartilha com Alfa parte da simplicidade almiscarada, vegetal e floral, entretanto seu cheiro possui um aroma de um couro macio e adocicado, um couro que se mistura com nuances de baunilha e incenso.Alfa e Ômega são como Yin e Yang, apesar de Ômega ser o posto de Alfa, ele também é o complementar, com pontos de contato, que facilita um possível uso simultâneo de ambos. Enquanto Alfa é quase virginal, Ômega possui uma carnalidade discreta em seu cheiro devido ao aroma especiado do cominho, aspecto que deve prevalecer com mais intensidade e sensualidade em dias de calor.

ID se revela para mim como o mais intenso e marcante da trilogia, o meu favorito entre os 3 conceitos. É como se ele unisse o melhor dos dois mundos em si e acrescentasse um aroma quente, ambarado e de nuances alcóolicas, uma parte que referencia o vulcão em si de uma forma indireta. ID retoma o aroma das especiarias mediterrâneas de Alfa e o combina, num primeiro momento, com esse aroma quente, alcóolico e doce. Você consegue perceber que de fundo encontramos o couro e a baunilha complementando esse acorde. É interessante que as notas finais já são perceptíveis pouco tempo após a saída, elas se misturam com o aroma floral luminoso de jasmim e violeta e com o tom terroso da iris. Num último momento, é possível perceber um musk cremoso que permanece na pele com toques de incenso e de ambar, como cinzas dessa erupção, que é mais percebida de longe do que vista no local.

As vezes eu gostaria de ver mais intensidade em Alfa, Ômega e ID, mas minha percepção me diz que esses são perfumes que dependem muito do clima e que podem parecer mais ou menos intensos de acordo com o seu cansaço olfativo ou tempo para observação. Além disso, a saga circular é um convite a combinação, aos testes entre os conceitos que parecem se integrar perfeitamente bem. Deixo meu apelo a marca para que faça um kit com os 3 em tamanhos menores justamente para esse propósito.

English:

There is something curious to me in the way the  Mendittorosa trilogy of fragrances behave on my skin. I perceive them as intense, but at the same time delicate, like smells that seem simultaneously to  involve and also blind me. The aromas challenge me to  understand them at the same time that seem easy to be understond on its scents.

The trilogy has an interesting form of behavior, since while it has the beginning in Alpha and the end in Omega it is also continuous and circular with the inclusion of Id, a perfume inspired by the nickname of the Volcanoin Stromboli Island, part of Stefania life. Id is the beginning and the end, the cycle of life, the explosion that takes all life at the same time opens the way for a new life sprout. And it is on these concepts that the two scents are revealed to me, always among whisper moments and most memorable one.

Omega shares with Alfa part of musky, vegetable and floral simplicity, though its smell has a scent of a soft, sweet leather, one which blends with incense and vanilla nuance.Alfa and Omega are like Yin and Yang, although Omega be the oposition of Alfa, it is also the complementary, with contact points, which facilitates a possible simultaneous use of both. While Alfa is almost virginal, Omega has a discreet carnality in its scent due to the spicy aroma of cumin, an aspect that must prevail with more intensity and sensuality in hot weather.

ID is revealed to me as the most intense and striking the trilogy, my favorite among the three concepts. It's like it unites the best of both worlds in itself adding a warm, amber and alcoholic aroma nuances, a part that references the volcano itself in a roundabout way. ID takes the aroma of Mediterranean spices in Alpha and combines, at first, with this warm, alcoholic and sweet aura. You can see that in the background we find leather and vanilla complementing this accord. It is interesting that the final notes are already visible shortly after the opening, mingling with the bright floral aroma of jasmine and violet and the earthy tone of the iris in the heart. In a last moment, you smell a creamy musk that remains on the skin with touches of incense and amber, like ashes of this eruption, which is perceived more by far than seen on site.

Sometimes I'd like to see more intensity in Alpha, Omega and ID, but my perception tells me that these are scents that rely heavily on the climate and that may seem more or less intense according to your olfactory fatigue or time for observation. In addition, the circular saga is an invitation combination, testing between the concepts that seem to integrate perfectly fine. I leave my appeal to brand to do a kit with the three in smaller sizes just for this purpose.