Pesquisar este blog

17 de jul de 2015

Francesca Dell'Oro Envoutant e Ambrosine Fragrance Review





















Português (scroll down for english version): eu acredito que uma marca bem-sucedida na perfumaria tem que encontrar um equilíbrio entre unidade e identidade na linha, personalidade das criações e cuidado com o design - do aroma em si como da apresentação que ele estará contido. Inovação sem uma estrutura sólida acaba sendo, para mim, um risco - você depende do fator surpresa e não consegue se firmar a longo prazo num mercado altamente competitivo. Eu sinto que Francesca pode não ter a linha mais inovadora/estranha de perfumes, mas os outros aspectos cobertos são tão fortemente apresentados que isso é o de menos quando você entra de cabeça em seu  universo.

Quando a dona e diretora criativa da marca diz que não gosta de perfumes pesados, isso não é uma desculpa para criações lineares, suaves, que desaparecem na pele. E quando ela menciona a presença das flores como um fator de identidade na marca, é possível perceber isso bem evidente em quase todas as composições - a exceção sendo talvez white plummage, onde o incenso, madeiras e musk eclipsa em parte o efeito do acorde floral branco. As flores são o centro de suas jóias olfativas, lapidadas para o brilho perfeito. Até mesmo na rainha das flores, a rosa, o resultado é incrível tanto em Envoutant como em Ambrosine.

Envoutant a princípio parece um pouco mais do mesmo, um perfume oriental voltado a nossa fascinação contemporânea pela representação do oriente na combinação rosa-agarwood-açafrão. Mas justamente a predileção de Francesca por aromas menos intensos consegue extrair um resultado interessante de Envoutant. Essa é uma composição que oscila ao redor de notas de base, que cercam o aroma da rosa, de nuances especiadas e licorosas. O aroma as vezes é mais denso e encorpado, como o patchouli terroso, levemente canforado que abre o perfume, e as vezes mais amadeirado e esfumaçado, como o acorde de oud ancorado no toque especiado de açafrão, e as vezes funciona como uma segunda pele luminosa para que a rosa brilhe. Ela sempre está presente de alguma forma, sugerida ou plenamente exalando seu sensual aroma. Envoutant evita a linearidade de um oriental carregado em notas pesadas, de forma que vale a pena acompanhar a evolução toda e perceber suas facetas.

Em Ambrosine, o outro lado da rosa me parece representado, seu aroma mais cítrico, seu lado levemente azedinho e verde, que sugere tanto o aroma das petalas como das folhas verdes relacionadas a flor. Ambrosine a princípio te dá a impressão de que irá por um caminho ambarado encorpado, entretanto o ambar escolhido aqui parecer ter mais o toque vegetal, almiscarado e sensual da semente de ambrette. Esse toque almiscarado ganha uma conotação interessante na base, que remete ao cheiro cremoso de um sabonete caro - uma combinação de amadeirado de sândalo, almiscaro e um leve toque da baunilha. Ambrosine para mim simula o aroma limpo e macio da pele perfumada após o banho no momento em que essa se mistura com o aroma vegetal, almiscarado e floral da combinação de rosa e ambar/ambrette. É um exemplo a ser estudado de como se consegue emular um aroma funcional dentro de uma combinação de luxo e fazer com que ele seja luxuoso.

English:

I believe that a successful brand in perfumery have to find a balance between unity and identity on the line, personality in its creations and a care with the design of  the aroma itself as the presentation it will be contained. Innovation without a solid structure turns out to be, for me, a risk - you depends on the surprise factor and can not enter into long-term in a highly competitive market. I feel that Francesca might not have the most innovative/strange  perfumes line, but other aspects are so strongly presented that this is the least when you enter in their universe.

When the owner and creative director of the brand says she does not like heavy perfumes, this is not an excuse for linear, bland creations, disappearing into the skin. And when she mentions the presence of flowers as an identity factor in the brand, you can see it evident in almost all the compositions - the exception being perhaps white plummage where the incense, wood and musk eclipses in part the effect of floral white accord. The flowers are the center of their olfactory jewelery, polished to a perfect shine. Even with the queen of flowers, the rose, the result is amazing both in envoûtant as in  Ambrosine.

Envoutant at first seems a bit more of the same, an oriental scent created to our contemporary fascination with the east representation in rose-agarwood-saffron combinations. But Francesca's predilection for less intense aromas can extract an interesting result of envoûtant. This is a composition that fluctuates around base notes, which surround the rose aroma of boozy and spicy nuances. The aroma is sometimes more dense and full-bodied, like earthy patchouli, slightly camphor that opens the perfume, and sometimes more woody and smoky, like the oud accord anchored in the spicy touch of saffron, and sometimes acts as a second skin that is light so that the rose can  glow. She is always there somehow, suggested or fully exhaling her sensual aroma. Envoutant avoids the linearity of an oriental born in heavy notes, so it is worth to keep attention in the evolution and realize all its facets.

In Ambrosine, another rose side seems to me represented with thes citrus, green and slightly bitter aspects, which suggests both the scent of the petals and green leaves related to flower. Ambrosine at first gives you the impression that they will go for a full-bodied amber path, however the amber chosen here seem to have more  ofvegetable, musk and sensual ambrette seed touch. This gains an interesting connotation at the base, which refers to the creamy smell of an expensive soap - a combination of woody sandalwood, soft musks and a light touch of vanilla. Ambrosine for me simulates the soft, fragrant aroma of the skin after bathing at the time the skin aroma blends with the vegetable, musk and floral  combination of rose and amber / ambrette. It is an example to be studied of how emulating a functional aroma within a combination of luxury creation and cause it to be luxurious.