Pesquisar este blog

2 de mai de 2015

Zoologist Parfums Panda Fragrance Review


Português (scroll down for english version):

Num cenário onde cada vez mais é comum ver preços exorbitantes de novos lançamentos que de novos na prática não tem muita coisa é um colírio a marca Zoologist, um projeto independente do Victor Wong em parceria com os perfumistas Paul Kiler e Chris Bartlett. Zoologist, como um bom projeto, integra um conceito legal com perfumes bem elaborados, de bom custo benefício, e ainda tem como adicional uma bela apresentação de embalagem e frasco.
Os 3 primeiros perfumes criados não são exatamente reproduções dos aromas dos animais que os nomeiam, esse seria um conceito que, sinceramente, eu vejo como mais conceitual e de pouco apelo de mercado. No lugar disso, vejo animais que representam culturas, estilos e determinados humores e tendências olfativas em uma interpretação que é bem coerente.
A ideia utilizada para representar panda gira em torno da temática verde, aromática, como se reproduzisse características de seu ambiente ao mesmo tempo que desse ênfase para o lado de baixo stress do animal. Basta poucos minutos para que você consiga perceber que esse é um trabalho do mestre Paul, uma explosão de pequenos detalhes verde, cítricos e vegetais que se misturam e pedem a sua atenção. Não sei se foi a intenção, mas Paul trouxe o aroma verde das flores de seu perfume Carissa para um contexto de frutos cítricos, folhas e aroma de chás. Panda abre com essa intensidade, uma mistura com um quê mineral quente também, que é como se nesse ambiente tivesse uma fonte termal esquentando pedras e seu cheiro se misturasse a vegetação presente. Panda, num segundo momento, ganha um contorno levemente floral, um cheiro delicado, serene, do osmanthus com os detalhes discretos dos lírios e da flor de laranjeira. Se até esse momento ele parece algo mais delicado, na base o lado mineral é retomado, o musk ganha um quê mais clean e há um cheiro verde e amadeirado de vetiver.
Já vi perfumes muito mais caros e bem mais pobres em complexidade e originalidade que Panda, que me diverte e farta os meus sentidos com o seu complexo aroma verde relaxante. Testes assim são os que mais me dão prazer de serem feitos, pois eles são divertidos. Tenho certeza que se eu voltasse mais vezes ao Panda conseguiria perceber ainda mais detalhes e apreciar ainda mais seu cheiro. Meu veredito, em uma palavra: fantástico.

English:
 Zoologist Parfums Panda. In a scenario where more and more it's common to see extortionate prices in new launches that in the reality has nothing really new it's a collyrium the Zoologist brand, an independente project from Victor Wong with the skilled perfumers Paul Kiler and Chris Bartlett. . Zoologist, as a good project, integrate a nice concept with very well crafted fragrances, of a good cost benefit, and that still have as a plus a nice bottle and presentation.
The three first made creations are not exactly reproductions of the animals aromas that gave name to them (thanks God for that!), i believe that this would be something very conceptual and of very little market appeal. Instead of this, i see animals that seems to represent, somehow, cultures, styles and certain humours and olfactive trends in a interpretation which is very consistent.
The idea used here to represent the Panda gravitates for me around the green theme, with aromatic nuances, as if it reproduced aspects of the animal's environment at the same time it put emphasis on the low stress lifestyle of this animal. Just a few minutes are enough for you to notice that this is a work from the master Paul, an explosing of tiny green, citrus and vegetable details, a photo of elements that blend very well and demand your attention.I don't know if it was the intention, but Paul here bring something of the green side of the flowers in its Carissa creation into a context of citrus fruits, leaves and tea aromas. As i said, Panda opens with this intensity and in this mixture i also detect something mineral too. as if in the environment of this Panda you could find hot springs too with their hot water warming the stones and making their mineral smell get mixed into the given vegetation. In a second moment, this Panda gains some soft floral shapes, a delicate smell, a serene one, from the osmanthus blended with the discreet white floral details of the lillies and the orange flower. If until this moment it might look delicate, at the base the mineral aroma enters in focus again; there is also a kind of clean musk and woody and green vetiver nuance.
I have already seen fragrances much more expensive and poorest in ther complexities and originaliteis when compared to Panda, that amuses me and satiate my senses with its complex and relaxing green aroma.Reviews and tests like this are the ones that give me a lot of pleasure to be done, they are very fun. I'm sure that if i come back more times to Panda i would be able to notice even more deatils in its complex aroma and appreciate even more its smell. My verdict, in a single word: fantastic.