Pesquisar este blog

28 de mai de 2015

Sebastiane Parfums Urban Legend Fragrance Review






















Português (scroll down for english version):

Eu diria que uma das características do trabalho de um bom perfumista é pegar uma tendência e uma idéia que já existe e explorar sob um ângulo diferente, tornando-a totalmente sua. Ao sentir uma determinada matéria-prima, Robert teve a idéia de criar para a sua marca, Sebastiane Parfums, um ode ao Eau de Vie, uma espécie de bebida alcoolica feita da fermentação de frutas. E assim nasceu Urban Legend, apoiado na tendência recente de aromas criados a partir de bebidas, um perfume que lembra um clássico comercial mas que é único em si,

Urban Legend lembra o ótimo Yohji Homme e seu aroma exótico de alcaçuz, um perfume que se tornou uma lenda urbana nas palavras do crítico Luca Turin. Porém, diferente de Yohji, Urban se mostra mais encorpado e dinâmico, oferecendo o alcaçuz mas envolto em uma fina harmonia de essências, entre elas a que inspirou a composição.

Logo na saída já sentimos um aroma frutal interessante, cheiro alcóolico de frutas fermentando. Não é algo totalmente doce, há uma nuance mais seca e úmida que eu não me lembro de ter sentido nunca em um perfume. Do jeito que ela é usada, é exótica sem se tornar nauseante e cansativa, e remete as notas leves do que parece uma bebida alcoolica digestiva de frutas. O alcaçuz vem logo em seguida, um aroma mentolado, seco, doce, único como só ele tem. Misturado a ele percebe-se um tom especiado fresco de gengibre, que complementa muito bem o aroma do alcaçuz, se misturando a ele. Os dois contrastam com uma base ambarada clássica, um cheiro de incenso, notas adocicadas de tonka, um aroma discreto de flor de laranjeira, que se torna mais perceptível rente a pele.

Urban Legend é muito harmônico, é um perfume que faz sua transição entre seus aromas exóticos com perfeição, de forma que você quase não chega a notar como isso é feito. Sua fixação e projeção são excelentes, um aroma que tenta se destacar na vida urbana e consegue sem gritar ou parecer forçado. É talvez uma das obras-primas da Sebastiane, uma excelente criação familiar e única ao mesmo tempo.

English:

I would say that one of the characteristics of a good perfumer job is the hability to take a trend and an idea that already exists and exploring from a different angle, making it completely his or hers. When smelling a certain raw material, Robert had the idea to create for his brand, Sebastiane Parfums, an ode to Eau de Vie, a sort of alcoholic beverage made from the fermentation of fruit. Thus was born Urban Legend, supported by the recent trend of alcoholic beverage inspired fragrances, a scent reminiscent of a classic commercial but that is unique in itself,

Urban Legend recalls the great Yohji Homme and its exotic aroma of licorice, a scent that has become an urban legend in the words of critic Luca Turin. However, unlike Yohji, Urban shows a more full-bodied and dynamic aroma, offering licorice but wrapped in a fine harmony of essences, including that which  inspired the composition.

From the first moment already we feel an interesting fruity aroma, an alcoholic smell of fermenting fruit. This is not something totally sweet, instead it is a more dry and wet nuance that I do not remember ever felt in a perfume. The way it is used makes it exotic without becoming nauseating and tiring, and makes of think of the light notes of what seems a digestive alcoholic fruit spirit. Licorice comes soon with a minty aroma, dry, sweet, unique as only this essence is. Mixed into it you perceive a refreshing spicy ginger aura, which nicely complements the licorice aroma, blending with it. The two contrast with a classic amber  base, an incense smell with sugary notes of tonka and a discreet aroma of orange blossom, which becomes more noticeable close the skin.

Urban Legend is very harmonic, is a scent that makes its transition from its exotic flavors to perfection so that you hardly enough notice how this is done. Its longevity and projection are excellent, an aroma that tries to stand out in the urban life and doesn't do it  shouting or seeming forced. It is perhaps one of the masterpieces of Sebastiane, an excellent familiar creationand unique at the same time.