Pesquisar este blog

23 de mai de 2015

Frederic Malle - Vetiver Extraordinaire Fragrance Review


Português (scroll down for english version):

Um dos piores momentos de um avaliador de fragrâncias é ter em mãos um perfume que você aprecia mas que emotivamente não te toca. Você tenta encontrar palavras legais para descrevê-lo, detalhes para se apegar, e não aparece nada. O tipo de beleza do vétiver extraordinaire é justamente essa para mim: bem longe de ser extraordinaire, um aroma agradável de usar porém totalmente esquecível.

Confesso que estou decepcionado com Ropion nesse perfume, que costuma compor criações impactantes e complexas. Esse é um perfume de vetiver que soa justamente como uma versão purificada e diluída do óleo essencial - gostoso em seu aroma amadeirado e verde, entretanto não vai muito além disso. Tudo que complementa os 25% de vetiver da composição parece que se misturar bem as nuances dessa erva cheirosa: o aroma cítrico e mais amargo do limão, o cheiro especiado doce da pimenta rosa, o aroma amadeirado mais seco de sândalo e o tom doce e resinoso da mirra. É tudo encaixado numa aura quase que linear, simples demais.

Certamente tem um quê bem clássico e me parece feito para o público masculino, que tipicamente me parece um dos mais avessos a composições arriscadas. Não é um clássico que tem uma personalidade marcante e a criação me parece depender muito do óleo essencial em si do que uma idéia interessante criada pelo perfumista. Certamente eu recomendaria para os que gostam de perfumes amadeirados, mas não é um que me entusiasma ou um que eu sentiria falta caso fosse descontinuado.

English:

One of the worst moments of a fragrance reviewer is to have at hand a scent that you enjoy but that does not touch you emotionally. You try to find nice words to describe it, details to cling to, and nothing appears. The kind of beauty extraordinaire vetiver is precisely this to me: far from being extraordinaire, a pleasant aroma to use but totally forgettable.

I confess I am disappointed with Ropion in this perfume, which usually compose striking and complex creations. This is a vetiver scent that sounds just like a purified and diluted version of essential oil - yummy in its woody and green aroma, but does not go much beyond that. All that complements the 25 percent of vetiver in this  composition seems to blend well with the nuances of this fragrant herb: citric aroma and bitter lemon, pink pepper sweet spicy smell, woody aroma drier sandalwood and sweet tone and resinous myrrh. It's all embedded in an aura almost linear, too simple.

It certainly has a very classic aura  and seems made for the male audience, which typically seems to me one of the most averse to risky compositions. This is not a classic that has a strong personality and the creation seems to me greatly relies on the essential oil itself than an interesting idea created by the perfumer. Certainly I would recommend for those who like woody perfume, but not one that excites me or I would miss if it were discontinued.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comentários com relação a postagem? Escreva aqui
Comments related to the post? Write them here