Pesquisar este blog

10 de mai de 2015

Eudora EDP Fragrance Review



 Apesar da Natura em 2014 anunciar Luna como o primeiro chypre moderno brasileiro, a verdade é que em 2011 aEudora, nova marca do Boticário, já estava de olho nessa preferência da consumidora ao lançar o Eudora EDP. A impressão que eu tenho é que a empresa não economizou na criação da sua nova grife e quis um perfume luxuoso a altura, contratando o perfumista da Givaudan Olivier Pescheux para fazer o trabalho.
E para os que são fãs dessa categoria de perfumes, Eudora EDP não deixa nada a dever. Segue o protocolo de um chypre moderno possuindo o aroma de patchouli, o cheiro adocicado de musks, o aroma cítrico, a parte floral e os tons frutados. O Patchouli aqui me parece levemente aquático e frutal também, me remetendo a um dos flankers do Angel. Entretanto, ele não domina a composição, e logo eu percebo um cheiro meio frutal e doce, algo que me remete a iris, framboesa e mel.As notas florais são mais discretas, mas é possível perceber aroma meio verde de rosas. A Gardênia para mim se perde, imagino que seja parte do aroma frutal que eu sinto. A base dele é de um musk adocicado com um quê de baunilha e patchouli, o que se esperaria de um perfume chypre.
Num teste cego, eu creio que seria bem difícil diferenciá-lo de um chypre moderno importado, pois Eudora EDP provavelmente usa os mesmos materiais e tem a mesma qualidade de um. Pode não ter o apelo de uma grife importada, mas é uma opção com custo benefício razoável e de excelente qualidade.