Pesquisar este blog

8 de mar de 2015

Sospiro Classica Fragrance Review

Português (scroll down for english version):

 Apesar do nome dessa criação de uma das marcas da italiana Xerjoff ter um objetivo claro de ser ou um clássico ou emular um, eu nomearia essa criação como Sospiro Fumo também. Além da composição ter um caráter claramente esfumaçado, serve como uma luva na estratégia de Xerjoff de industrialização do perfume luxuoso de ostentação. Ao provar diferentes linhas dessa marca, tenho percebido que o que os diferencia entre si (e muitas vezes entre perfumes menos caros) é a imagem do produto, tanto em embalagem como em preço. Se constrói algo mais exclusivo mirando-se em nuances de determinadas notas (totalmente ou quase totalmente sintéticas) que não torne a criação algo de apelo popular. Mira-se os gostos do público que irá consumir tais perfumes e está disposto a pagar caro por eles, mesmo que eles não custem caro. Eu entendo que o custo de um perfume envolve muito mais que a fórmula em si, entretanto 450 dólares está mais ligado a estratégia de posicionamento da marca do que a uma qualidade mais elevada nesse caso. Classica é mais um perfume que combina nuances de ambar, de madeiras, oud, toques de rosa. Aqui, há a presença de alguns tons herbais, para justificar, creio eu, a ligação com as supostas raízes italianas da fórmula. Esse é um perfume de tabaco que puxa mais para o tom seco, esfumaçado, que utiliza as nuances de mel, musks de aroma menos clean. Em alguns momentos, eu sinto algumas referências a estrutura de musk e madeiras do M7 (que de certa forma, já é um clássico na categoria Oud). Classica me parece mirar o público árabe e o público russo, com uma criação potente, até rica em nuances, porém linear. O objetivo aqui é criar a fumaça, o efeito mágico de que esse é um perfume caro e luxuoso, como sua apresentação e preço querem passar. Entendo que para muitos isso pode funcionar muito bem, para mim, é apenas uma ilusão que eu consigo enxergar através dela. É ruim? De forma nenhuma! Mas se eu tivesse 450 dólares e mão, esse não seria o primeiro perfume que eu pensaria em comprar.

English:

Altough this creation's name from of Xerjoff parent brands convey a clear objective of being a classic or emulating one, i would also nominate it as Sospiro FUmo too. Besides the clearly smoky ethos of this composition, this is a name that fits like a glove the overall Xerjoff strategy of industrialization of the luxe ostentatious fragrance, Sampling different lines from Xerjoff, i have notice what discern one from the other (and many times from creations from less expensive brands) is the product's image, both in package as in price. It's constructed something more exclusive aiming some certain notes nuances (totally or almost totally synthetics) in a way it doesn't have massive appeal (which is already guaranteed from the price range). You aim the public tastes that will probably consume those perfumes and is willing to pay for it, even that they don't cost too much to be made when you only see tha fragrance's side.I understand that a fragrance cost is much more than just the formula cost, but 450 dollars in this case is much more related, as i said, with a position strategy than a higher quality in this case. Classica is yet another fragrance to combine tobacco, amber, wood, oud, rose and tobacco nuances. Here, there is still the use of some herbal tones to justify, i believe, the link between the alleged italian roots in this formula. This is a tobacco fragrance that goes into a drier and smoky direction, that use honey nuances, and a less clean musk. In some times i detect some references to the musk and wood structure of YSL M7 (in a certain way, an already oud classic). It seems to aim the arab and russian public, with creation powerful and even rich in nuances that is quite linear. I think that the purpose is create a smoke here, a magical effect that this is really expensive and luxuous. I understand that for many this might work very well, but for me is just an illusin that i can see through it. Is it bad? Not at all! But if i had 450 dollars in my hand, this wouldn't be the first perfumes that i would think of buying.