Pesquisar este blog

23 de mar de 2015

Prada No 5 Narciso Parfum Review


Português (scroll down for english version):

Quase um ano após usá-lo e escrever uma avaliação curta a seu respeito, hoje eu consigo ter certeza de que essa criação da linha prada não é exatamente um soliflore de Narciso. De fato, o perfume me parece utilizar de forma mais abstrata o cheiro de um e suspeito que se há de fato absoluto de narciso nessa criação seu volume é baixo por restrições européias, preço e variabilidades no suprimento dessa flor. Fora isso, ainda acho que seu aroma captura bem o cheiro do verão, já que utiliza de forma abundante uma flor que produz essa impressão, a flor de laranjeira. É uma escolha interessante, já que o Narciso tem moléculas em comum não com a laranjeira e sim com o jasmim. Dessa forma, eu acredito que a laranjeira é mais utilizada para compor a parte floral branca da idéia, extendendo as nuances de mel do acorde pelo uso da cêra de abelha. A saída tenta passar o aspecto fresco do aroma de narciso pela combinação do cheiro cítrico e levemente amargo da bergamota com a nuance floral cítrica da laranjeira. Na base, o perfume ganha um cheiro mais almiscardo, aveludado, com um quê amadeirado de vetiver e com o olíbano dando um tom incensado mentolado fresco, bem sutil. É uma recriação bonita e luxuosa da dinâmica de evolução do aroma do Narciso, mas que poderia ter sido extendida em alguns pontos (toques especiados e um teor mais verde por exemplo) para dar uma semelhança maior com o aroma da flor.

English:

 Almost an year after i wore it and wrote a short review about it, today i can be certain that this creation in the prada exclusive line is not exactly an Narciso soliflore. Indeed, the fragrance seems more to use its smell in an abstract way and i suspect is there is narcisse absolute in this creation it's volume is low due to european resctrictions on its use, the price of the absolute and supply variabilities of this flower. Besides that, i still think that its smell captures very well a blissful summer aroma, since it uses in a quite abundant way a flower that gives me this impression, the orange flower. It's an interesting choice, considering that Narciso has aromachemicals in common not with the orange flower but with the jasmine. This way, i believe that the orange flower here is used to compose the white floral part of the idea, extending the honey nuances with the waxy side of beeswax. The opening tries to convey the fresher aspect of the absolute combining the citrus and slightly bitter bergamot aroma with the citrus floral nuances of the orange flower. When it gets into the base, the fragrance goes into a musky, velvelty impression, with a bit of woody vetiver aroma and an olibanum giving a discreet minty incense fresh aroma. It's a beautiful and lavish recriation of the Narcisse dynamics of evolution, but still it could have been extended in some points (spicy touches and a greener tone on the aroma, for instance) to give a a greater resemblance with the flower.