Pesquisar este blog

1 de fev de 2015

Pk Perfumes Red Leather Fragrance Review



Português (scroll down for english version):

Eu penso que quando o PauI disse que esse era um couro como nenhum outro, ele não estava brincando. Eu estava refletindo que este talvez seja sua criação mais desafiadora para mim. Ela me fez sentir estranho a princípio, tentando encaixar o que era familiar e estranho aqui, até que me ocorreu que esse é tipo surrealista de couro, algo que eu nunca vi igual antes. Eu percebo uma série de contradições em uma fragrância que tem um couro que é animalesco, carnal e com um quê de açougue ao mesmo tempo que remete ao cheiro de algo similar a bétula e couro de bota polida. A parte vermelha aqui me causa uma impressão estranha a princípio. Me atinge de forma intensa logo de cara e é uma mistura de materiais cheios de cor que me produzem ilusões, como objetos que não deveriam estar ali mas que estão de qualquer maneira: eu percebo a pimenta, o grapefruit, mas ao mesmo tempo eu observo um intenso aroma de maracujá, que parece se transformar de forma bem rápida em ruibarbo. Assim que eu me acostumo com a estranheza das coisas frutais no couro de dupla impressão eu vejo os aspectos menos desafiadores dele: o aroma atalcado e quente da flor de cravo, um uso bem discreto de rosas, o cheiro alcoólico da folha de louro, o cedro de nuances incensadas atuando de fundo. Eles completam a cena, funcionam como peças que parecem produzir a parte normal desse ambiente surrealista. Eu não sei após entendê-lo me sinto assustado ou fascinado. Talvez ambos? Certamente eu gostaria de senti-lo mais vezes para entender a estranheza que ele me causa a princípio.



English:

 I think that when Paul says that this is a Leather like no other, he is not joking. I was thinking that this might be so far his most challenging creation for me. It made me feel strange at first, trying to fit what was familiar and odd here, until it ocurred to me that this is a kind of surrealistic leather, something that i never saw before. I get a series of contradictions, of a fragrance that has a butchery, carnal and animalic leather at the same time it smells like birch-like polished boots. The red here causes me a strange impression at first. It hits you strong at the opening and it's such a mixture of colorful materials that produces me illusions, like objects that shouldn't be there but seems to be anyway: i get the pepper,grapefruit, but at the same time i get an intense passionfruit aroma, which seems to turn into rhubarb very fast. Once i get used with the strangeness of this fruity things in a double leather impression, i see the last demanding sides of it: the powdery, hot carnation aroma, the very discreet use of roses, the boozy bay rum touch, the cedary incense working at background. The complete the scene, work as pieces that seems to produce the normal part of this surrealistic ambience. I don't know if, after understanding it, i'm scared or fascinated. Maybe both? Certainly i would like to smell it more times to understand the strangeness it causes me at first.