Pesquisar este blog

8 de mar de 2012

Robert Piguet Futur


 
No cenário atual da perfumaria, Futur parece resumir em si o futuro dos perfumes florais verdes chypre. A reconstrução feita pelo perfumista Aurelien Guichard é retro porém delicada, o que pode levar a um subestimação de seu cheiro. Futur abre com um aroma floral verde retrô, intenso, uma mistura de um floral cítrico verde, fechado, com um toque aldeídico soapy e um aroma herbal amargo. Conforme evolui o aspecto soapy e amargo desaparecem, dando espaço para que as flores se desenvolvam ao redor do tema verde, sempre com a predominância da flor de laranjeira, desprovida de sua doçura aqui e concentrada em seu aroma verde e vegetal que faz com ela remeta abstratamente ao cheiro de bucha vegetal nova. Esse aroma é leve, porém persistente, acompanhado de um aroma chypre discreto, levemente terroso e amadeirado. A base possui um leve aroma de madeiras, ervas e musk e se mantém como uma segunda pele até os últimos minutos na pele. Futur funciona perfeitamente como um perfume de verão inusitado, ainda que sua saída indique exatamente o contrário. Um belo perfume.