Pesquisar este blog

22 de jan de 2012

Hermès - Santal Massoia


Nota: 7

Rastro: Rente a Pele

Não impressionou nem desapontou. Apenas mais um trabalho do Jean Claude Ellena que tem algo em comum com os seus perfumes anteriores. Sua exploração do sândalo não traz nada de novo não. O material utilizado, seja sintético ou natural, parece similar ao 3 outros perfumes lançados ano passado: Serge Lutens Jeaux de Peau, Tom Ford Santal Blush e Parfumerie Generale Praline de Santal. O que muda é a abordagem aqui, que transforma o aroma de sândalo em algo transparente, abstrato, rente a pele. Ele explora a faceta cremosa, láctea do sândalo e não utilizada o aspecto levemente atalcado. Em vez de torná-lo gourmand, o faz uma base amadeirada e transparente para uma saída verde e frutal, que lembra mais a saída do Un Jardin Sur Le Toit e um pouco do aroma frutal do Osmanthe Yunnan. É um perfume muito agradável, discreto, imagino que funcione melhor em temperaturas quentes do que em locais frios, pois assim deve projetar melhor. Não achei essencial, mas também não é decartável.

Notas: Açúcar, Frutas Secas, Massoia, Sândalo, Leite

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comentários com relação a postagem? Escreva aqui
Comments related to the post? Write them here