Pesquisar este blog

12 de nov de 2011

Sélection Verte - Creed Avaliação/Review (English/Português)

Notes: neroli, citruses, peppermint, green notes, amber

Avaliação pessoal/Personal rating: 6,5

Rastro percebido/Sillage noticed: discreta/discreet

Longevidade observada/Longevity Noticed: 4 horas/ 4 hours

Português: os perfumes da grife Creed, quando observados como um todo, demonstram dois aspectos em comum que parecem pertencer a identidade dessa grife que possui um público masculino tão leal. A primeira delas é um aspecto positivo, um uso de altíssima qualidade de essências cítricas, que aparecem em quase todos as suas criações, revelando diferentes facetas das essências cítricas. O segundo é a ausência de evoluções mais trabalhadas, capazes de continuar o bom trabalho feito nos momentos iniciais do perfume. Em Selection Verté essas duas características são bem evidentes. Selection Verté faz um trabalho muito bom com o aroma da menta. Aqui, essa nota perde seu cheiro de pasta de dente e de chiclete e adquire um lado herbal e cítrico refrescante, perfeito para dias quentes. O uso do neroli inicia o aroma com um citríco levemente verde de qualidade, que rapidamente evolui para uma refrescância mentolada herbal, levemente gelada inclusive. Entretanto, após 2 horas, ela se vai e o que vem logo em seguida desaponta um pouco. Primeiramente, as notas verdes que a acompanham não condizem com a nobreza cítrica e mentolada e parecem um pouco baratas, especialmente devido a algum sintético que emula o cheiro de folhas de violeta e que é muito utilizado em perfumes baratos. Em segundo lugar, a base é simples demais e apresenta um musk que é desconexo com menta e os elementos cítricos da saída e coração. Seléction Verté é o tipo de criação que só faz sentido ter para borrifar e sentir as 2-3 primeiras horas de excepcional frescor mentolado na pele, pois o que vem logo em seguida não é muito interessante.


English: Creed fragrances, when observed as a whole, show two aspects in common that seems to belong to the identity of this brand that has such a loyal masculine public. The first of them it's a positive aspect, a high quality use of citrus essences, that appear on almost all of its creations, revealing different aspects of the citrus essences. The second is the absence of better worked evolution, capable of continuing the good work done at the first moments of the composition. In Seléction Verte those two aspects are very evident. Selection Verté does a great jog with the mint aroma. In here, this essence looses the toothpaste and bubblegum aroma and gains a herbal and fresh citrus side, perfect for hot days. The use of neroli starts the aroma with a citrus slightly green that fastly dries down to a herbal minty freshness, slightly cool in fact. However, after two hours, the mint is gone and what comes next disappoints a little. Firstly, the green notes that come next don't match with the citrus and minty nobility and they seem a little bit cheap, specialy due to something synthetic that emulates the smell of violet leaves and that is much used in cheap fragrances. In second place, the base is too much simple e shows a musk that is disconnected with the mint and the citrus elements of the opening and heart. Seléction Verté is the kind of creation that only makes senses purchaind and spraying to smell the first 2-3 hours of the exceptional minty freshness on skin, because what comes right after it is not interesting.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comentários com relação a postagem? Escreva aqui
Comments related to the post? Write them here