Pesquisar este blog

16 de nov de 2011

Love in Black - Creed Avaliação (Português)


Notes: violet, jasmine, cedar, iris, clove, tonkin musk, blackcurrant, rose

Avaliação pessoal/Personal rating: 7,0

Rastro percebido/Sillage noticed: discreta/discreet

Longevidade observada/Longevity Noticed: 5 horas/ 5 hours

Português : A Creed possui uma predileção por associar a marca a uma imagem nobre e para isso eles utilizam especialmente uma ligação de figuras do passado aos seus perfumes, como se a notoriedade dessas figuras se transferissem para os perfumes associados a elas. Love In Black, por exemplo, é criado com um marketing relacionado a Jaqueline Kennedy, com elementos supostamente encontrados em locais pelos quais ela já passou. Apesar da inspiração do passado, Love in Black parece alinhado a tendência floral retrô moderna que vem predominando nos últimos anos nos lançamentos femininos. Seu cheiro possui uma dominância de violeta e iris que o assemelha de longe ao intenso e sensual Insolence, porém sua aura é mais contida, discreta, uma versão recatada do intenso aroma açúcarado de violeta e iris presente em Insolence. Love In Black inicia com um aspecto verde e um pouco plástico das folhas de violeta, e por sorte esse aspecto é rápido e o enfoque é posto rapidamente no aroma de uma violeta de qualidade, delicada e levemente frutada. O jasmim utilizado é de uma variedade não indólica, evidenciando mais o lado floral e frutal do jasmim, que é usado de forma secundária para dar delicadeza ao aroma atalcado e discreto da íris. O uso do cravo da índia confere um leve especiado a idéia e se mantém perceptível somente perto da pele. Love In Black possui a mesma falha de outros produtos da grife, a ausência de uma base interessante. O uso da rosa e da groselha é mínimo e não consegue acrescentar complexidade e interesse a quase inexistente base de musk e cedro. Love in black pode ser adorável, porém passa longe do noturno ao se esquecer de criar uma estrutura que pudesse dar mais vida e intensidade a dinâmica da iris e da violeta. Do jeito que ele foi trabalhado, funciona como um agradável mas sem personalidade perfume de facetas florais, frescas e atalcadas.

2 comentários:

Patrícia Carvalho disse...

Rick!!

Linda resenha!
Sempre tive vontade de provar o Love in black, mais noto que de fato os perfumes da Creed sempre pecam nas suas notas de base...Mais acho que deve valer a pena eu experimentar ele mesmo assim!

Bjo!!!

Paty

Henrique/Rick disse...

Paty, isso pode ou não ser um problema. Nesse caso, depende muito do costume que vc tem de reaplicar durante o dia. A melhor parte dele não irá durar até o fim, mas se vc não se importar de reaplicar a violeta dele é muito boa. Só que eu acho que ele deve acabar rápidamente assim, acho que talvez tenha que gostar bastante para justificar a compra dele, que não é nada barato.

Bjos!

Postar um comentário

Comentários com relação a postagem? Escreva aqui
Comments related to the post? Write them here