Pesquisar este blog

23 de out de 2011

Private Blend Bois Rouge - Tom Ford Fragrance Review (English/Português)



Notes: bergamot, cedarwood, patchouli, jasmine, vetiver, amber, leather, vanilla, tonka

Nota Pessoal/Personal Note: 9,0

Português: é difícil entender o motivo que levou a descontinuação de Bois Rouge da elegante linha de perfumes Private Blend. Porém, pode-se imaginar que sua aura retrô não agradou ao público que compra os produtos da marca. O que é uma pena, pois Bois Rouge se destaca entre os outros Private Blend pelo seu aroma complexo, que evolui sempre de forma harmônica. Apesar de o nome indicar a predominância de madeiras, o que se destaca na pele do começo ao fim é um elegante cheiro de couro, que tem um aspecto retrô porém se mantém leve com um aroma de couro feito para uma composição moderna. E junto com esse elegante couro retrô há uma composição que evolui de um acorde cítrico, levemente medicinal, a um coração floral discreto e uma base amadeirada seca e um pouco abaunilhada. O que parece ser um ponto fraco de Bois Rouge é sua fixação, que tende a ser baixa quando ele não é aplicado de forma generosa na pele. Tirando-se esse aspecto, seu aroma encanta pela elegância de seu couro e a harmonia de sua flores, madeiras e cítricos, como se o conjunto da obra reproduzisse uma cara colônia borrifada em um casaco de couro de qualidade.

English: it's hard to understand the reason the made Bois Rouge be discontinued from the exquisite line of fragrances called Private Blend. You can imagine, tough, that the its retro aura didn't pleased the public that buys the line. Which is a shame, since Bois Rouge stand out from the others Private Blend fragrances due to its complex aroma that is driesdown in a harmonic manner. Altough the name indicates the dominance of woods, what stand out o n the skin is an ellegant leathery aroma, that has a vintage feel with a modern vibe due to its delicacy. Along with this exquisite retro leather there is a composition that goes from a citrus accord, slightly medicinal, to a flowery discreet heart and dry woody base made slightly sweet by the vanilla. What seems to be a weak point of Bois Rouge is its longevity, that tends to be low when it's not applied generously on skin. But besides this point, its aroma enchant by the grace of its leather and the harmony of the flowers, woods and citrus, as if the whole idea reproduced an expensive cologne sprayed on a quality leather coat.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comentários com relação a postagem? Escreva aqui
Comments related to the post? Write them here