Pesquisar este blog

3 de set de 2011

H.O.T Always - Bond No 9 Avaliação/Review


Notas:Canela, patchouli, civeta, couro russo, sândalo

Notas percebidas de acordo com a evolução na pele (observação pessoal):

          Nos primeiros 15 minutos: Patchouli, canela, civeta

          Dos 15 minutos em diante às 2 primeiras horas: Patchouli, couro russo, sândalo

          A partir das 2 horas até o final da evolução: Couro russo, sândalo, traços de patchouli

Avaliação resumida do perfume (clique em leia mais para uma opinião completa): fragrância com uma aura mais masculina, um estilo mais clássico, onde o patchouli predomina de forma amadeirada e terrosa.


Uma característica em comum de muitas grifes é o cuidado inicial que se tem com os lançamentos. Quando a marca ainda não está consolidada no mercado é necessário investir na qualidade, para atrair o consumidor que a desconhece. Depois disso, a maioria relaxa nos lançamentos subsequentes e passsa a se aproveitar da fama e da qualidade dos primeiros dias. A Bond No 9 não é excessão, e prova disso é H.O.T Always. Um dos lançamentos do começo da linha, H.O.T. Always é uma criação direcionada ao público masculino que investe numa idéia clássica com um cuidadoso equilíbrio entre os elementos que o compõem.

H.O.T Always propõe como uma aura sensual do homem que vive em nova york uma predominância de patchouli seco, levemente especiado e animálico. Se a inspiração é fiel ao estilo da cidade somente quem vive ou esteve lá pode dizer, mas desconsiderando esse aspecto é possível apreciar a qualidade desse patchouli. Percebe-se que o lado explorado da nota é um mais utilizado em clássicos masculinos, o cheiro mais amadeirado, seco e terroso da nota. A canela que o acompanha a princípio não é uma canela doce, possuindo um cheiro picante e seco que remete mais a folhas de canela cozidas. Há um discreto uso animálico da civeta em H.O.T Always, que confere um diferencial a idéia sem torná-la suja ou complicada de usar. Conforme evolui, o patchouli predomina na pele e vai dando espaço nas horas seguintes para que o couro russo e sândalo se destaquem. A progressão mantém a aura seca, amadeirada, evoluindo-a para um aroma acourado cru que é balanceado pelo uso bem moderado do amadeirado adocicado e cremoso do sândalo. O que predomina no final é a mistura de couro e sândalo, em meio a traços de patchouli, um final aconchegante e agradável na pele.

H.O.T. Always possui a intensidade da maioria das criações da grife, sendo necessário dosá-lo para que ele não desande e não incomode os outros. A idéia não conquista pela sua originalidade,  mas sim pelo equilíbrio dos elementos, pelo cuidado do começo ao fim na pele. A grife deveria retornar aos padrões utilizados em H.O.T Always e deixar de criar elaborados e pesadas criações frescas que parecem mais pertencentes a xampús chiques do que a perfumes exclusivos.

2 comentários:

Michel disse...

Adorei o final da resenha, xampus chiques, perfeito Henrique, como sempre descrições pontuais e bem elaboradas das melhores fragrancias do mercado, um abraço Henrique!!!

Rick disse...

Obrigado pelo elogio Michel! Espero que tenhas gostado do acréscimo as avaliação :)
Abraços!

Postar um comentário

Comentários com relação a postagem? Escreva aqui
Comments related to the post? Write them here