Pesquisar este blog

25 de ago de 2011

Les Nombres d'Or Musc - Mona di Orio Avaliação/Review


Notas: Neroli, Angelica, Fava Tonka, Rosa, Heliotropo, Musks

Mona di Orio parece ter se preocupado em criar não somente na técnica empregada uma identidade em comum para todos os perfumes da linha les nombres d'or. Permanecendo fiéis a interpretação do conceito da proporção aurea, as criações utilizam de forma chave o elemento principal, porém deixando espaço proporcional para que ele seja passado também pela dinâmica das outras notas envolvidas.  E além disso, há um delicado pano de fundo entre eles, uma assinatura olfativa discretamente atalcada, com aspectos de amêndoas e castanha, que é empregada com maior ou menor evidência em cada perfume. Em Musc, tal assinatura se torna um dos pontos principais na interpretação de uma nota extremamente popular e versátil na perfumaria.



Como os outros da linha, Mona se preocupa em não criar de musc um perfume linear e óbvio, que aludisse ou ao aspecto clean ou lado mais carnal e sujo da essência. Há uma utilização de ambos os aspectos, de uma forma inteligente que deixa as outras notas empregadas o objetivo de transmitir essa dualidade para focar numa terceira dimensão da essência do musk, uma que de forma abstrata alude ao cheiro quente e familiar de uma criação fougere. A intensidade das notas utilizadas faz de Musc um perfume diferente em dias diferentes, e nem sempre um perfume fácil de se compreender a princípio.

Há vezes que o lado mais clean, delicado e infantil do musc predomina, sugerido pela base e pelo heliotropio, rosa e fava tonka, responsáveis por criar sensações que remetem a rosas delicadas e sutilmente atalcadas, o conforto macio de uma colônia infantil e o cheiro doce e delicioso de cerejas em calda; é também o lado onde a assinatura olfativa da linha aparece de forma evidente na pele. Em outros, a intensidade do neróli dá uma aura mais sensual e intensa, conferindo um aroma de flor cítrica quente misturado com o verde levemente terroso da raiz de angelica.

Em ambos os casos, a aura atalcada do musc convive com um musc mais masculino, seco, que parece ter sido extraído de uma composição de alta qualidade. Ambos convivem em harmonia entre si e com as outras essências. A intensidade e complexidade de Musc o faz um perfume a ser provado com calma antes de comprado, mas é uma experiência rica em detalhes, um estudo de contrastes entre luz e escuridão de um best seller onde tal tratamente dificilmente é empregado.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comentários com relação a postagem? Escreva aqui
Comments related to the post? Write them here