Pesquisar este blog

24 de ago de 2011

Les Nombres d'Or Ambre - Mona di Orio Avaliação/Review

Notas: Cedro, Ylang-Ylang, benjoin, baunilha, balsamo tolu, ambar

Se há um material popular e ao mesmo tempo complicado de se trabalhar este material é o Ambar. Possuindo uma aura aconchegante, quente e invernal, perfumes saturados em ambar mesmo quando feitos em ótima qualidade acabam ausentes de identidade em algum ponto. É difícil produzir um perfume ambarado que pareça somente ligado a marca. Ao compor Ambre, Mona di Orio correu esse risco, do qual ela se sai bem sucedida ao empregar a sua técnica da medida aura na harmonização de elementos que possuem uma certa sinergia entre si. Ambre, assim como Cuir, consegue atingir o todo Ambarado e ainda assim possuir uma identidade equilibrada, agradável e clara.

Ambre não possui uma evolução comum na pele, ao ser ausente ao mesmo tempo de uma evolução piramidal e de uma construção linear. Não há três fases divididas na pele, e ainda sim a idéia ambarada se mantém presente com diferentes focos e ênfases durante a excelente fixação na pele. Ambre foca a princípio no aspecto atalcado e adocicado de composições ambaradas. Há uma certa nostalgia clássica em seu aroma, que parece resgatar os tempos orientais de Shalimar com uma aura abaunilha e resinosa quente e que não parece datada. Ao mesmo tempo, é possível sentir de fundo o aspecto incensado, quente, ligeiramente amadeirado do ambar. O Ylang-ylang se liga ao discreto aspecto de mel e polén seco da idéia, servindo de ponte ao mesmo tempo para a saída adocicada e atalcada. Conforme evolui na pele, a nuance de mel se transforma em um fino caramelo doce e incensado, proveniente do benjoim, que cria uma aura quente que se combina ao ambar sem que um roube a cena do outro.

Produzir um perfume ambarado e agradável não é uma tarefa difícil, desde que o perfumista conheça as matérias primas que ele deve utilizar para isso. Entretanto, conseguir extrair de intensas notas uma composição cuja a aura ambarada é intensa, complexa, harmônica e ambarada é extremamente difícil, e Ambre ganha um lugar de destaque ao atingir esse feito com perfeição do começo ao fim de sua evolução.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comentários com relação a postagem? Escreva aqui
Comments related to the post? Write them here