Pesquisar este blog

24 de jul de 2011

Carmel de Vîlle - En Voyage Perfumes Avaliação/Review


Notas: Mandarina, frutas frescas, geléia, néctar, flores cítricas, espinheiro-alvar, jacinto, lírio, narcisos, rosa, jasmim, malmequer, heliotropo, mimosa, ruibarbo, patchouli, cedro, ambar, vetiver, olíbano, sândalo, baunilha, chocolate, caramelo cremoso, bálsamos

Dentro de sua coleção de viagens olfativas, a En Voyage Perfumes reserva um espaço especial a adorada cidade litorânea caribenha onde Shelley nasceu.Os perfumes da coleção Carmel-by-the-Sea são um retrato interessante das preferências de sua perfumista e de como elas se traduzem em histórias que recriam ambientes tropicais e elegantes pela atribuição de um cheiro a eles. Shelley trabalha muito bem com frutas, notas cítricas e flores, e elas aparecem de forma complexa e diversificada em sua coleção de perfumes, de forma que o resultado final é sempre único.Carmel de Vîlle não é uma exceção a essa característica da perfumista, e nele vemos uma complexa mistura utilizada para dar vida a um creme brulee apreciado a vista do hotel Cypress Inn em Carmel-by-the-Sea.

A parte caramelada e abaunilhada do creme nos é servida logo na saída, e esse creme brulee é completado por uma deliciosa geléia doce de abacaxi. Ele é servido acompanhado de frutas cítricas e mandarina, que complementam seu cheiro e conferem uma impressão doce-azeda que impede que o creme se torne enjoativo. A inspiração no hotel parece vir pela cena que cerca esse creme brulee que apreciamos pelo olfato. Há um complexo arranjo de flores, madeiras e resinas que conferem uma aura luxuosa e elegante, um pouco difícil de se compreender em todos os seus detalhes. As flores formam uma harmonia verde, de um tom que alterna entre momentos leitosos, verdes, sutilmente azedos, frutais e animálicos. É um bouquet rico de flores, que contrasta com austeridade masculina que a base forma devido ao amadeirado predominante. Sândalo e vetiver se destacam e formam um amadeirado escuro de um ambiente perfumado por incensos ambarados caros, que deixam no ar um leve aroma resinoso e achocolatado.

Carmel de Vîlle me remete a um ambiente ricamente decorado, que poderia ser brega e opressivo se não houvesse um cuidado na arquitetação dos objetos que formariam esse ambiente. E como ambientes complexos e inteligentes, é possível ter impressões diferentes dele em dias diferentes. Carmel de Vîlle nos oferece no calor uma vista que favorece mais a doçura e acidez de seu creme brulee frutal, ao passo que em temperaturas mais amenas podemos apreciar com mais detalhes seu bouquet floral e a qualidade de sua mobília e de seus incensos. Esse é um creme brulee que podemos degustar diversas vezes sem medo de engordar ou enjoar.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comentários com relação a postagem? Escreva aqui
Comments related to the post? Write them here