Pesquisar este blog

30 de mai de 2011

Sarrasins - Serge Lutens Resenha/Review


Notas: Jasmim, Cravo, Madeiras, Musk, Coumarina

É interessante notar que, fora das temáticas que envolvem o trabalho de lutens, em alguns momentos de sua obra há uma tendência natural para combinar as notas e inspirações utilizadas com uma execução negra, densa, quase raivosa, que procura tensionar os aromas no conflito em vez de harmonizá-los em um único acorde. Isso se tornou mais evidente a partir de 2000, com uma sequência onde se via lançamentos que iam em busca da transparência, sutileza e harmonia entre diferentes cheiros para logo em seguida apresentar perfumes como Sarrasins, que mergulham numa temática obscura sem preocupação com o impacto inicial que isso pode causar na pele.

Sarrasins apresenta um nome e temática controversa; o termo, que em francês significa Sarraceno, foi utilizado principalmente no período Medieval para designar de forma pejorativa os povos árabes ou mulçamanos. Lutens, entretanto, parece ir em busca de uma interpretação de seu termo na origem, criado para designar um povo nômade árabe pré-islâmico. Dessa forma, em Sarrasins Lutens abandona os contornos ambarados, especiados adocicados, frutados quentes para contruir um floral de jasmim onde a nota se comporta como num conflito entre o seu lado bárbaro e o sua delicadeza feminina. Esse sarraceno jasmim combina com a densa cor roxa de seu frasco, abrindo num aroma floral púrpura carregado, que se descortina diante do olfato com a sua faceta mais difícil, animálica. O aspecto animálico desse jasmim num primeiro momento parece remeter ao aspecto fecal que essa nota possui, entretanto ele rapidamente evolui para um seco floral que se combina ao cravo e parece transformar o floral púrpura em uma tinta floral metálica e amargal. Há uma sugestão de um couro rudimentar entre a camda de jasmim e flor de cravo, sugerindo que essa flor, de certa forma, está protegida e armada, pronta para os difíceis tempos que ela enfreta. Após essa primeira abordagem medieval e intensa, sarrasins atinge terras mais tranquilas, deixa sua capa complicada e se dissolve aos poucos, transformando o amargo cravo em um que é mais especiado e focando no aspecto floral, sutilmente frutal, do jasmim. Musk e coumarina o envolvem a partir desse momento, criando uma aura que é como um sopro adocicado entre o soliflore de jasmim que permanece na pele a partir desse ponto.

É incrível como em Sarrasins atinge a temática árabe de Lutens da forma mais bela, negra e difícil de ser amada.Por mais que isso pareca contraditório, a densidade de sua temática crua e direta funciona como uma obra de arte que representa a interpretação de um aroma floral para uma determinada época histórica. Entretanto, a intensidade de seus elementos limita Sarrasins principalmente aos amantes de Jasmim e aromas complicados, que não se importam de uma complicada jornada inicial desde que essa leve a terras mais tranquilas e florais posteriormente.

2 comentários:

Daniel disse...

Olá Henrique! Tenho acompanhado seu blog mas às vezes não tenho tempo de comentar. A propósito é magnífico! Os reviews agora com o sillage e sua nota pessoal acrescenta e esclarece muito. Ok, só vc pode me tirar essa dúvida: vale à pena adiquirir um Sarrasins? Ele é usável? Me fascina...parece ser intenso, sujo, mal, venenoso. Ele possui uma alma muito feminina ou é bem compartilhável? Estava pensando no Puredistance hoje, especificamente no P1, e logo que entro em seu blog ei-lo! Parabéns!

Henrique/Rick disse...

Olá Daniel! Obrigado pelo retorno positivo, é sinal de que valeu a pena a mudança então. O Sarrasins para mim é uma das criações mais artísticas de Lutens, algo para apreciação mais esporádica. Entretanto, depende muito do seu gosto, se você amar o aroma intenso do jasmim pode gostar dele. Não recomendo comprá-lo no escuro, esse é um que vale a pena comprar uma fração primeiro e só ver se vc realmente gostou dele depois de usar a fração inteira. O www.theposhpeasant.com tem várias frações lutens, vale a pena dar uma conferida.
Abraços!

Postar um comentário

Comentários com relação a postagem? Escreva aqui
Comments related to the post? Write them here