Pesquisar este blog

15 de mai de 2011

Rahat Loukoum - Serge Lutens Resenha/Review


Notas: Amêndoas, cerejas, mel, rosa, musk, baunilha

É possível perceber que Lutens mantém suas temáticas em separado em suas criações, onde é possível perceber a escolha de um deles a ser explorado entre os seus predileto; são recorrentes em sua linha a exploração de aromas culinários, paisagens olfativas que evoquem o oriente, exploração de flores ou de materiais complexos que ganham o centro da composição e revelam todas as suas nuances secundárias e, recentemente explorado, a tradução de elementos da moda em perfumes com o estilo olfativo da casa. Em poucos casos esses estilos são combinados e predominam em um único, mas em Rahat Loukoum é possível perceber a junção da exploração de dois dos mais recorrentes em seu trabalho na tarefa de reproduzir um aroma culinário pertencente ao oriente.

Em Rahat Loukoum, Lutens se volta, dentro da sua complexa e agitada cozinha olfativa, na captura do cheiro da delícia turca, um doce surgido durante o império romano, feito originalmente de mel, açúcar e água de rosas. A interpretação da delícia turca em Rahat Loukoum é mais direta do que se esperaria do estilo lutensiano; a preocupação aqui é na transformação do doce em um perfume mantendo-se fiel aos materiais utilizados nele. Assim, essa delícia começa com uma calda açúcarada de cerejas, envoltas no amargo e doce da amêndoa. Conforme o mel e rosa se tornam evidentes na mistura, é possível perceber uma textura olfativa similar ao de um nougat de amêndoas, mel e rosas. As rosas vão tomando conta dessa sobremesa olfativa, levando-a em uma direção menos culinária. Baunilha e musk envolvem as delicadas pétalas de rosa em um conforto levemente atalcado e adocicado.

Rahat Loukoum é doce, direto, simples, um pouco pueril até. Lutens parece relaxar aqui em seu estilo olfativo, sem criar várias camadas olfativas ou transformações da sobremesa para incluir nela um ambiente que extrapole seu cheiro amendoado, frutal, floral e, predominantemente, de calda e açúcara. Rahat transforma uma herança culinária do oriente em um perfume que utiliza a intensidade da grife sem nos surpreender em sua execução. Outras grifes se inspiraram a criar variações da temática dessa delícia turca, mas Rahat Loukoum de todas é a mais completa e complexa, ainda que não utilize todo o potencial criativo de Lutens e assim não se torne um dos melhores perfumes de sua grife.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comentários com relação a postagem? Escreva aqui
Comments related to the post? Write them here