Pesquisar este blog

10 de abr de 2011

L'Abeille - Guerlain


Notas: Mimosa, flor de laranjeira, jasmim,mel, musk, uvas, lilás


Com L'Abeille, Guerlain retoma seus tempos de glória com o máximo possível de luxo, em uma criação onde conteúdo e frasco se complementam de forma perfeita. O frasco, de cristal baccarat, é por si só um luxo e um objeto de desejo e colecionador, e provavelmente um grandes responsável pelo custo altíssimo do perfume, 12.500 euros, fazendo de sua beleza algo restrito a bem poucos. Isso é uma característica de grife, entretanto, que sempre esteve presente durante a sua existência, a criação de aromas quase exclusivos, reais, feitos a nobreza, como um sinal da qualidade e da nobreza da marca.

A Abelha é um dos primeiros símbolos da grife, adotados no começo de sua existência, como uma homenagem ao imperador Napoleão. A Abelha era um dos símbolos da eficiência do exército napoleônico, e foi utilizada pela grife para fazer a associação com a realeza. L'Abeille resgata e reintepreta esse símbolo de forma mastreal, com uma composição pensada pelo ponto de vista de uma abelha, um floral fresco, fluído, melífluo, imponente e marcante, mas ao mesmo tempo paradoxalmente leve e frágil. L'Abeille captura essa dualidade existente nas flores, um dos motivos que as tornam mais atraentes e um de seus aspectos mais difíceis de serem capturados em uma composição. L'Abeille possui um aroma floral sedoso, delicado, carnal, adocicado, ligeiramente frutado, almiscarado e melado. A mimosa dá a primeira graça dessa abelha aromática, com um aspecto de pólen belo e delicado, O jasmim e a flor de laranjeira recriam um ambiente primaveril, bucólico, com seus aromas carnais e inocentes, cítricos e levemente animálicos, formando um suporte para o delicado e melífluo aroma da mimosa. O mel e o musk formam uma base transparente e persistente que, apoiados na uva e no lilás, completam o cenário floral imponente e inocente de l'abeille.

A principal graça de L'Abeille é sua composição angelical, que transmite de forma pura o que tem sido desde os primórdios da grife um princípio, o foco no amor. Realeza e amor que podem ser interpretadas de várias formas; o amor humano, inocente e carnal, ou o amor pelo delicioso cheiro das flores, pelo aspecto gourmand e fluído do mel, pela cremosidade do musk, pela radiância ou ainda por cima o amor pelas formas perfeitas, pelos frascos impressionantes, pelos conteúdos que complementam a forma como poucas grifes conseguem fazer. L'Abeille é um lembrete, em uma forma extremamente exclusiva e cara, do por que a Guerlain sobriveu e continua cativando admiradores, arrancando suspiros e amores de quem se dispõe a provar com cuidado suas fragrâncias.

2 comentários:

SIMONE SHITRIT disse...

Vamos lá...de novo! Espero que dessa vez o comentário não suma!

Realmente este perfume me deixou emocionada, pela nobreza das matérias primas e pela sua execução. Um dos perfumes mais lindos que eu já senti. Tomara que a Guerlain faça uma edição menos limitada, com um frasco menos nobre, para mortais de bom gosto!!!

Gostaria de aproveitar a oportunidade para te agradecer meu amigo querido, que pode me proporcionar este momento de tão rara beleza. Somente vc para fazer uma mágica e trazer para perto, perfumes tão distantes.

Cada dia que passo fico mais maravilhada em ver como vc vem se desenvolvendo como avaliador de perfumes. Suas resenhas são impecáveis! Fáceis de ler, no tamanho exato e muito interessantes!

Te adoro, um beijo Simone

Rick disse...

Eu também estou esperando uma edição assim, pois é um perfume muito lindo que eu gostaria de ter o privilégio de provar mais.

Eu é que agradeço pela amizade e suporte! Você sabe que contribuí e muito para isso, e que tento, mesmo que sem muito sucesso, me inspirar no jeito que você escreve para escrever!

Te adoro e te admiro,

Henrique

Postar um comentário

Comentários com relação a postagem? Escreva aqui
Comments related to the post? Write them here