Pesquisar este blog

17 de abr de 2011

Eau de Guerlain, Cologne du Parfumeur, Eau de Fleurs de Cedrát - Guerlain Avaliação/Review



Como uma marca diversificada, que procura atender a diferentes públicos sem abrir mão de seu próprio estilo, cada linha da Guerlain parece ter um propósito. E a de Colônias é bem clara quanto a esse propósito: oferecer, em frascos clássicos,  interpretações da grife para o gênero Cologne, um dos mais antigos da história da perfumaria conhecido por ser predominante feito de ervas e notas cítricas e por ter uma duração não muito longa. Cada Eau de Cologne é como uma contribuição de diferentes perfumistas em diferentes épocas a grife, uma forma de adaptar o clássico a realidade e ao estilo artístico de cada perfumista. Se pela fixação ou originalidade elas não surpreendam àqueles que buscam criações marcantes e intensas, elas são como pequenos prazeres que dão frescor a dias quentes e prolongam o bem estar de um bom banho tomado. São elegantes criações cítricas, cada uma focada em uma diferente tipo cítrico.



Eau de Fleurs de Cedrat

Notas:  bergamota, limão, cedro

Criado por Jacques Guerlain, Eau de Fleurs de Cedrat é, entre as colônias avaliadas da linha, uma das mais efêmeras e brilhantes em seu cheiro. O aspecto cítrico da Cidra, que dá nome ao perfume, é delineado por uma impressão cítrica que é azeda, refrescante, ensolarada, delicada, e parece um banho aromático cujo o cheiro relaxado e adstringente se mantém na pele por mais alguns momentos. Há uma certa simplicidade na composição, que foca diretamente nesse cheiro cítrico e cintilante, ligeiramente floral, que nos faz lembrar que um perfume não é somente, como muitas pessoas parecem achar, um objeto no jogo de sedução ou como um acessório para a apreciação coletiva e conquista popular. Eau de Fleurs de Cedrat resgata o prazer de se usar um perfume como um toque final do toilette diário, com a capacidade de apreciar a simplicidade e beleza da natureza de uma forma pura e direta.

Eau de Guerlain

Notas:  limão, bergamota, manjericão, petitgrain, alcaravia, rosa, jasmim, patchouli, cravo, sândalo, ambar, musgo, musk

Jean Paul Guerlain contribuiu para a linha de colônias clássicas com uma criação que pretende manter o aspecto simples, cítrico e natural do gênero mas trazendo-o para o gosto moderno por composições mais complexas e duradouras. Dessa forma, Eau de Guerlain é um cítrico que alia a qualidade das colônias cítricas antigas com a fixação e complexidade dos perfumes mais modernos. Eau de Guerlain mantém como poucos o aroma cítrico, focado aqui no limão e em um aspecto herbal e mais seco formado pelo manjericão e petitgrain. Os aromas da base e coração estendem o cheiro cítrico, numa transição que leva em uma direção mais floral e termina numa base musgosa, ligeiramente ambarada e amadeirada. Eau de Guerlain é um clássico cítrico que deveria servir como uma referência dentro do gênero cítrico e como uma criação obrigatória de ser provada por demonstrar que uma composição cítrica pode ser complexa, duradoura e de qualidade.

Cologne du Parfumeur
 
Notas:  bergamota, limão, flor de laranjeira, notas verdes e almiscaradas

Cologne du Parfumeur é um sinal claro do posicionamento recente da marca em retornar a sua tradição e estética clássica sem deixar de atender as características e desejos do consumidor moderno. É também o primeiro da linha composto por um perfumista fora da família Guerlain, Thierry Wasser. Thierry Wasser admite ter criado a colônia para si antes de que houvessem planos de comercializá-la. Verdade ou mito, Cologne du Parfumeur é uma boa colônia, mesmo que não tão refrescante quanto Fleurs de Cedrat ou duradoura no aspecto cítrico como Eau de Guerlain. Wasser parece trazer o gênero para uma abordagem mais floral e almiscarada, e que talvez por isso tenha desagradado a alguns fãs da marca e críticos, que duvidam de sua habilidade e talento para ser um perfumista de uma grife centenária e de uma herança tão vasta como a Guerlain. Essa é uma abordagem errada ao olhar Cologne du Parfumeur e que pode prejudicar o prazer de apreciá-lo como a deliciosa composição floral cítrica e verde que ela é. Com poucos perfumes cítricos de qualidade disponíveis no mercado, com muitos parecendo mais produtos de limpeza que perfumes em si, Cologne du Parfumeur é agradável, duradouro, simples, bem feito, coerente do começo ao fim. O musk não é a forma óbvia e barata que vários cítricos utilizam para ter uma fixação maior; em vez disso, a nota funciona como deveria fucionar, um suporte cremoso e almiscarado para o acorde verde, bem próximo ao aroma do petit grain, e para a saída floral cítrica e cintilante. Cologne du Parfumeur parece uma homenagem de Wasser a grife, uma oferta que respeita a tradição da marca e prefere apenas adaptar o necessário e ser como um sinal de que ele é capaz de mantê-la, como perfumista da casa, relevante no mercado atual.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comentários com relação a postagem? Escreva aqui
Comments related to the post? Write them here