Pesquisar este blog

16 de fev de 2011

Verveine - Heeley

Notas:
Groselha, folhas de tomate, verbena, folhas de figo, almíscar branco

A perfumaria se aproxima muito do mundo da moda por vários motivos, mas especialmente quando o quesito envolve criatividade e tendências. Ambas sempre exploram novos materiais e dão roupagens novas a estruturas velhas - o que era cafona até ontem pode se tornar, com algumas alterações, a nova tendência. Entretanto, a partir do momento que uma idéia original faz sucesso, em ambos os mundos ela é copiada com pequenas alterações e vendido com uma idéia diferente e exclusiva. Infelizmente Verveine de Heeley cai nesse categoria. A cópia da tendência é feita com qualidade, porém a referência original é evidente de uma forma tão forte que têm-se a impressão de estar usando o perfume da concorrência.

A tendência copiada aqui é a utilização de aromas verdes, frutados, ligeiramente vegetais. Tal tendência ganhou destaque na maison Hermés com o perfumista Jean Claude Ellena a partir do perfume Un Jardin En Mediterrane. E Verveine copia exatamente Un Jardin em boa parte de sua evolução. A saída é o momento mais interessante e original do perfume, uma combinação de um cheiro cítrico, refrescante, com um cheiro de erva ligeiramente amarga. Porém, conforme evolui, Verveine se transforma na assinatura olfativa de Un Jardin en Mediterrane, sendo difícil não lembrar desse perfume caso você já tenha usado ele. É uma combinação do cheiro da folha de tomate, com o frutal mais seco da groselha e o verde meio leitoso do figo. Verveine parece tentar deslocar o foco para a groselha e folha de tomate, evitando se parecer demais com sua fonte de inspiração, sem obter muito sucesso. Tal combinação domina boa parte da evolução na pele, deixando espaço para uma base almiscarada clean, porém indistinta.

Verveine está longe de ser um perfume ruim, mas sua originalidade é questionável. A saída diferenciada não dura o suficiente para afastar as associações com o perfume da Hermés, mas, assim como no mundo da moda, algumas variações que a inspiração possui em relação a idéia original podem vir a agradar o consumidor que não gostou do primeiro. Caso você já tenha e goste do Un Jardin En Mediterrane, Verveine é dispensável.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comentários com relação a postagem? Escreva aqui
Comments related to the post? Write them here