Pesquisar este blog

11 de jan de 2011

Rose Oud - by Kilian


Notas: Rosas, Agarwood, Açafrão e Cardamomo

O Oriente sempre gerou um certo fascínio na perfumaria. Já na decada de 20 as grandes perfumarias se inspiravam em nomes e temáticas orientais para lançar perfumes sedutores e desejados pelo consumidor.Perfumes como Mitsouko e Shalimar, ambos da Guerlain, Opium Pour Femme e Pour Homme, da Yves Saint Laurent, Cinnabar, da Estee Lauder, são exemplos que fizeram sucesso em sua época de lançamento e que até hoje são referências de perfumes marcantes e diferenciados. Parece que estamos vivendo novamente uma onda de composições inspiradas no oriente. Mas dessa vez, o tema parece estar focado no Oriente Médio, e na criação de composições centradas no aroma de agarwood.


Rose Oud da marca by Kilian faz parte de uma coleção inspirada em perfumes tradicionais do oriente médio, centrados no agarwood. Nota nobre e rara, o agarwood é uma madeira que têm se popularizado recentemente devido ao seu aroma complexo, duradouro e sensual. Muitos perfumes que utilizam-na costumam colocar o seu aroma como o centro da composição, moldando a evolução das outras essências para ressaltarem cada aspecto possível do agarwood.

É interessante notar que Rose Oud utiliza o agarwood de forma expressiva, porém sem colocá-lo com estrela. A estrela na composição é uma complexa e atraente rosa. A rosa, que na perfumaria árabe costuma que aparecer num triângulo amoroso com agarwood e açafrão em muitos casos, é moldada ao gosto do cliente ocidental, sem perder seu caráter misterioso, de muitas facetas.

Há uma progressão de inocenteXsensual durante a evolução de Rose Oud, que parece se revelar na pele aos poucos, como se um véu fosse retirado aos poucos, mostrando sua beleza e sensualidade. A princípio, as rosas adquirem um tom frutal, primaveril, ligeiramente verde e azedo. Conforme seguimos seu delicado caminhar dessa jovem rosa, percebemos sua elegância, desenvoltura. Ela amadurece na pele, ganhando contornos alcóolicos e de vinho, e se casa perfeitamente com o aroma amadeirado e incensado do agarwood. O açafrão, concubino da rosa, parece acompanhá-la com devoção, aparecendo alguns momentos para dar um ar de seu aroma especiado a ela. Mas seu marido, aquele com quem ela forma um casal perfeito, é o agarwood. Em seus braços aromáticos ela descansa e aos poucos adormece, e enquanto isso somos deixados com o aroma amadeirado e incensado do seu marido, que aqui se revela extremamente comportado e elegante. Há um ornamento cremoso e sutilmente doce de cardamomo no agarwood, que só se revela nos momentos finais dessa noite árabe.

O fascínio oriental dessa tendência em perfumes de agarwood é entregue de forma perfeita em Rose Oud. Ainda que a história não apresente novidades, há um arranjo cuidadoso e artístico das personagens nessa saga olfativa que se desenvolve na pele. Vale a pena ser conferido pelos fãs do gênero.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comentários com relação a postagem? Escreva aqui
Comments related to the post? Write them here