Pesquisar este blog

26 de jan de 2011

Hermessence Poivre Samarcande - Hermés


Notas:
Pimenta, chili pepper, madeira de carvalho, cedro,musgo chinês, almíscar

A coleção hermessence parece desafiar a noção de uma coleção exclusiva de perfumes. Não há perfumes exóticos, intensos ou chocantes entre todos os lançados até agora. Há uma clara vontade de trazer de uma forma mais direta o minimalismo olfativo que a marca vêm desenvolvendo desde o lançamento de Eau des Merveiles. As criações focam em reinterpretações diretas de uma específica nota, sempre transformando a em uma espécie de seda olfativa que veste a pele de uma forma bem rente e agradável.


Poivre Samarcande é uma seda feita de pimentas. A nota de pimenta pode ser bem versátil, mas dificilmente possui um aroma delicado e sedoso na pele. Em Poivre, Jean Claude Ellena coloca a nota no seu conceito mais básico, tirando-a de seu aroma picante, incensado, doce, intenso e colocando a de uma forma bem simples, retendo apenas o suficiente para caracterizá-la como pimenta.

O resultado é surpreendentemente clássico, como um perfume masculino repensado em seus elementos básicos. A pimenta abre em seus 5 primeiros minutos com um aroma salgado e especiado, para logo em seguida cair num sussurro apimentado que se mantém na pele o resto do dia. O cedro logo se faz presente, e com a pimenta e o musk criam um bom perfume masculino que é fácil de usar e não agride os outros com um rastro intenso. O carvalho e o musgo procuram adicionar um delicado aroma chypre a base, porém não são dominantes, sendo que a nota que dá a sustenção ao cedro e pimenta é o almíscar. É interessante que em alguns momentos essa seda apimentada adquire um colorido de chá, que remete ao aroma levemente doce e de folhas que o chá mate possui antes do processo de infusão.

Poivre Samarcande cumpre o que promete e entrega um bom perfume apimentado, compacto e direto como a forma poética haikai que inspirou a coleção. A falta de exotismo, intensidade ou choque talvez afaste muitas pessoas do desejo de adquirir ele e outros perfumes da linha. O segredo com eles é a borrifação mais liberal, para poder obter o máximo possível de seu aroma poético e simples.

2 comentários:

Dâmaris OBS disse...

POr tua descrição penso que haverá chance de eu gostar dele, qdo tiver oportunidade de experimentar.

bjos, Rick.
Dâmaris
www.quebela.blogspot.com

Rick disse...

Espero que você consiga experimentá-lo Dâmaris, e fazer uma resenha legal dele no seu blog - parabéns por ele!

Bjos,
Rick

Postar um comentário

Comentários com relação a postagem? Escreva aqui
Comments related to the post? Write them here