Pesquisar este blog

30 de jan de 2011

Escentric 03 - Escentric Molecules


Notas
Gengibre, lima, pimenta verde, jasmim, chá, orris, vetiver, ambar, sândalo, cedro e musk

A primeira expectativa que se tem de um perfume com um nome Escentric é que ele seja estranho, talvez até agradável, porém que seja algo desafiador,  que choque a princípio e se revele mais aceitável conforme se acostuma com a idéia. Essa abordagem não funciona com Escentric 03. A última coisa que ele é é um perfume estranho. O caráter escêntrico aqui se resume a produzir um bom produto de uma molécula que, de tão boa, consegue substituir perfeitamente o material com o qual ele se parece. E no caso de Escentric 03, essa molécula é o  Vetyverile Acetate, um substituto do Vetiver.

Escentric 03 é como um velho conhecido em evidência, que você percebe como secundário em outras atuações, e que finalmente ganha o papel de sua vida. E ele parece trazer o seu papel encarnado em outras peças para a sua grande estréia, ajudado por outros a compor o que pode ser o seu maior trabalho. O Vetyverile soa como muitos perfumes amadeirados de hoje em dia, que evocam a madeira sem ter o peso do cheiro da madeira. É uma sensação de folhas verdes abstratas com um aroma amadeirado leve e presente. Essa sensação permeia o perfume do começo ao fim, e vem acompanhada perfeitamente por outras notas que acentuam aromas frescos, verdes e levemente amadeirados. E é o que mais impressiona em Escentric, o quão complexo sua estrutura é por debaixo do aroma simples que ele passa.

A princípio, há uma agradável abertura refrescante. O gengibre tem um toque picante e de raiz, acrescido de um cítrico meio ardido da lima. Conforme ele evolui, percebe-se um aroma de chá fresco, com uma nuance levemente floral e algo ligeiramente terroso. E por sim, o aroma do vetiver finalmente se torna evidente, com um ambarado sedoso desprovido de qualquer peso, combinado a um amadeirado almiscarado que serve para dar suporte ao aroma do vetiver.

Todas as peças se encaixam para essa escêntrica molécula amadeirada, tão parecida com o vetiver, mas o sem o peso  natural dele. É um ato olfativo que parece simples e mais apreciado em dias extremamente quentes, onde o fresco do gengibre e do chá parecem agradáveis ao olfato, combinados a um amadeirado ultraleve que se mantém na pele sem nunca se tornar dominante. Não é o desafio que o nome proemte, mas é um perfeito subtituto fresco a amadeirado do vetiver para dias de calor.

Um comentário:

Dâmaris OBS disse...

Querido Rick

precisei mudar nome e endereço do "que bela".

Agora ficou
Village Beaute
www.villagebeaute.blogspot.com

Ali à esquerda se teus leitores clicarem dará erro. Se puderes substituir...agradeço muito!

bj
Dâmaris

Postar um comentário

Comentários com relação a postagem? Escreva aqui
Comments related to the post? Write them here