Pesquisar este blog

17 de out de 2010

Idylle Eau de Toilette - Guerlain


 Notas:

Almíscar, Jasmim, Rosa Búlgara, Lírio do Vale, Lilás, Peônia 

Impressões:
Idylle Edt não é apenas uma nova concentração do Idylle EDP, um perfume almiscarado que ficou marcado para o consumidor como a versão da Guerlain para o sucesso do perfume Narciso Rodriguez for Her,  famoso pelo aroma sensual, luminoso e delicado de musk. Nessa versão, é possível perceber em que direção a marca pretende seguir em suas criações femininas. Pelos lançamentos recentes, desde o exclusivo L'Aibelle aos novos perfumes da linha Aqua Allegoria, a Guerlain vem trabalhando numa assinatura olfativa mais floral, delicada, que procura resgatar o frescor primaveril floral para a vida da consumidora urbana. As flores não são utilizadas de forma pesada, carnal, erótica, e sim com uma delicadeza, um toque sedoso, como se o perfumista tratasse a flor com o máximo cuidado possível, para não perder seus detalhes.

Idylle Edt ainda é almiscarado, mas o almíscar aqui não rouba tanto a cena como na versão edp. O lado floral da composição foi reforçado e a base ganhou uma textura mais chypre. A combinação de flores com almiscar e chypre me remete ao perfume que eu imaginaria em uma heroína de um romance da Jane Austen situado na vida moderna. Essa heroína curte perfumes florais, mas prefere que o aroma deles, ao mesmo tempo que remeta ao aroma das flores no campo, tenha algoque seja sensual, romântico e urbano.

O aroma floral do Idylle é entregue como um buquê romântico de flores arranjados de forma a iludir quem o observa de longe. A certa distância é possível distinguir as rosas búlgaras, que são o destaque na criação. Tais rosas possuem um delicado lado floral, aveludado, que explora mais o  verde da rosa do que o cheiro carnal e licoroso. Ao se observar de perto, é possível notar que o que parece a distância um soliflore de rosas é, na verdade, um arranjo moderno, composto de outras flores, espalhadas no buquê para conferir um colorido e aroma que só podem ser percebidos de perto. Assim, ao focar nos detalhes, é possível notar que, nos primeiros momentos, a rosa está combinada a um delicado aroma de lírio do vale, que em pequenas doses dá o cheiro floral mais verde, típico de composições que desejam passar uma aura primaveril.

As rosas permanecem na pele conforme Idylle evolue, mas dão espaço para que seja possível notar o o jasmim, um jasmim fresco, sem o caráter indólico, a peônia, uma flor deliciosa com um aroma mais verde também, e o lilás, que parece, olfativamente falando, com as violetas. A combinação de flores possui algo delicadamente doce, como o néctar fresco das flores, exalando no vento para atrais os insetos e garantir a polinização. 

O aroma do almíscar está presente na desde o começo. O uso que o perfumista faz dele aqui é no objetivo de acentuar o lado delicado das flores verdes primaveris, sem dominar o seu cheiro e ajudando a acentuar o  cheiro de mel que elas exalam. Na base, o musk se combina com o patchouli, que apesar de não estar listado na composição tem um papel na aura chypre moderna da composição. É utilizado um tipo de patchouli mais doce  e menos canforado, que dá complexidade a cremosidade do musk e faz um balanço no aroma sensual e um pouco estranho do ylang-ylang, utilizado também como parte do acorde chypre. O ylang ylang é uma nota complicada de se utilizar, pois tem tendência a dominar a composição se em grandes doses e possui uma assinatura floral densa, medicinal, que é  muitas vezes confundida inclusive com um aroma aldeídico. O ylang ylang é apenas um tempero em idylle, onde seu aroma medicinal, canforado, primo do aroma da tuberosa, confere um tempero exótico a base chypre moderna.



O segredo de Idylle Edt está nos detalhes, nas texturas florais discretas envolvidas ao redor do aroma aveludado das rosas, da cremosidade do almiscar e da doçura de um discreto patchouli. Essa heroína moderna da Jane Austen gosta da complexidade de seus florais mas os deseja em uma execução mais balanceada, discreta, aliada ao aroma de seus perfumes chypres modernos prediletos.

4 comentários:

+ Q PERFUME disse...

Eu achei divino. Tão bom que comprei um pra mim!
Já o EDP não me diz nada. Bem na linha Narciso for Her e Lovely de SJP.
Por sinal eu fiz um artigo comentando as similaridades e diferenças dos 03 perfumes.
Idylle EDT é genial.
bjo

Rick disse...

Fizeram um ótimo trabalho mesmo com o Idylle EDT, tenho que concordar com você que ficou mais distinto e melhor que o EDP. O EDP não é ruim, mas não é completamente satisfatório também.
Bjo

mariseribeiro disse...

Rick, sua culpa! Comprei no escuro o EDT, baseado na sua resenha tão atrativa. Tenho o Narciso EDT e o Lovely e não gostaria de outro parecido, como é o caso do EDP. Estou esperando chegar, acho que vai ser uma surpresa maravilhosa (espero!).Obrigada, um bjão!

Rick disse...

Marise, eu espero ser culpado aqui de uma forma boa rsrs Olha, se vc gosta do Narciso EDT, do Lovely, e quer algo que não é parecido com eles, mas que segue essa linha luminosa, cremosa, porém mais floral, creio que vc fez uma ótima escolha. Se puder, volta aqui e diz se vc se surpreendeu ou se decepcionou com ele. Bjão!

Postar um comentário

Comentários com relação a postagem? Escreva aqui
Comments related to the post? Write them here