Pesquisar este blog

18 de set de 2010

Midnight In Paris Pour Homme EDP - Van Cleef & Arpels


Descrição geral:
Midnight In Paris é o novo lançamento da joalheria Van Cleef & Arpels para o público masculino. Inspirado no relógio Midnight In Paris, que contém um desenho das constelações vistas a partir da noite de paris, é um perfume pertencente a nova linha Haute Parfumerie da marca. Criado por Olivier Polge e Domitille Bertier, é um perfume centrado no aroma de couro enriquecido pela nota de um conceito floral de um lírio "negro".

Pirâmide Olfativa:
Limão, bergamota, rosmarinho, acorde de Chá Verde Matcha, "Lírio do Vale Negro", estoraque, feijão de tonka, benjoim, incenso

Impressões Pessoais:

Poucos dos lançamentos masculinos atuais conseguem ter uma combinação de sucesso que envolva uma caixa elegante, um frasco bonito, que fuja do óbvio, e um perfume elegante, complexo, diferente do lugar comum dos lançamentos masculinos. Apesar de não trazer inovação ao mercado de lançamentos, Midnight in Paris da Van Cleef é um raro exemplo de um produto de qualidade lançado para o público masculino. Elogio a marca por ter corrido riscos nele, mesmo que sejam riscos calculados. Para começar, temos um belo frasco, de um azul escuro em degradê com um céu estrelado que remete ao céu de Paris, que poderia ter sido usado para um elegante lançamento feminino. A grife ainda se arriscou ao lançar para os homens um perfume que utilize flores como destaque da composição;  poucos são os produtos masculinos com características florais que resistem e não são descontinuados.

 Relógio Midnight In Paris


O segredo em Midnight In Paris, e que parece ser uma característica estética da perfumaria da Van Cleef & Arpels, é o perfeito balanço entre todas as fases do perfume. Não há acordes que se destaquem, que dominem a composição, que tenham sido utilizados de forma intensa ou dominante. Todas os aromas que o compõem já podem ser detectados na primeira borrifada na pele, e o conjunto deles forma algo elaborado, elegante. Esse é um perfume noturno de uma noite de um evento black tie, onde a ousadia não está na inovação da roupa em si, e sim nos pequenos detalhes, na qualidade do tecido, no corte.

A utilização de um lírio noturno não é novidade na perfumaria masculina. Lírio é uma nota que tem um aroma floral discreto, um pouco verde e fresco, e que remete facilmente ao aroma da primavera. Para trazer essa nota para uma composição mais noturna, o masculino The Dreamer da grife Versace, deu ao aroma um tratamento sensual e intenso, de um aroma brilhante, doce, um floral noturno impossível de ser esquecido. O lírio de The Dreamer é como uma peça de um desfile extravagante, ao passo que em Midnight In Paris ele é como um toque sofisticado e discreto que se destaca nos primeiros momentos na pele. O aroma parece ter sido polido, diminuido parte do brilho, mas sem tirar parte do aroma doce e luminoso desse acorde noturno.

O lírio noturno é uma elegante introdução a estrutura de couro que aos poucos vai se revelando na pele. O couro é de certa forma uma versão mais tratada do imaginativo acorde de couro utilizado pela perfumista Olivia Giacobetti em sua criação Dzing! para L'Artisan Parfumeur. É um cheiro de couro que remete mais a uma sofisticada peça de couro perfumada com notas cítricas e um leve aroma herbal de chá verde. Funciona como um intermediário entre os aromas mais tradicionais dos perfumes de couro, potentes, no geral amparados em notas de ambar e especiarias quentes, e o cheiro moderno, levemente adocicado, dos perfumes de couro criados recentemente, que remetem mais ao aroma da camurça do que ao aroma do couro propriamente dito. Esse é um couro que tem cheiro de couro e onde as notas cítricas e de chá conferem leveza ao aroma sem remover o seu lado mais viril, bruto.


Conforme progride para a base, é possível verificar a influência direta de uma outra criação de Olivier Polge na estruturação dessa peça noturna sofisticada de lírio, cítricos e couro. Olivier Polge utiliza uma base similar gourmand a que foi criada para a versão mais intensa do perfume Dior Homme, um marco na perfumaria masculina por ser o primeiro perfume masculino a ser centrado no aroma da iris. O cheiro gourmand e abaunilhado do Dior Homme, especialmente da versão EDP, é retrabalhado em Midnight in Paris em uma mistura de benjoim e fava tonka que remete a um aroma abaunilhado cremoso, ligeiramente torrado, com nuances de mel. Esse é o momento mais intenso e marcante de uma criação que começa noturna e leve aos poucos progride para um clímax doce.



É interessante notar que Midnight In Paris foge da Estrutura tradicional de evolução em 3 camadas, ao apresentar um aroma incensado, almiscarado, ligeiramente amadeirado, conforme as notas gourmands da base vão aos poucos cessando seu intenso domínio, como se houvesse uma quarta camada olfativa finalizando a execução do conceito. É o momento final de uma noite elegante bem trabalhada. Apesar de se utilizar de idéias já exploradas anteriormente, unindo-as em um contexto onde os seus aspectos dominantes são trabalhados para que juntos formem um todo sofisticado e multifacetado, essa noite não perde em um momento sequer sua sofisticação.

6 comentários:

Dinorama disse...

Olá Rick estou pensando em adquirir esse perfume mas gostaria de saber sua opinião,você acha que essa fragrância na versão Eau de Toilette é apropriada para o verão ou cidades com um clima ameno? moro na região nordeste e quero usá-lo em tardes e noites passeios casuais,não em baladas.
O que acha da versão Eau de Toilette?

Parabéns pelo blog, é uma grande fonte de informação e conhecimento.

Rick disse...

Olá Dinorama!
Obrigado por vir prestigiar o blog e pela participação via comentário.
Mesmo a versão Eau de Parfum não é intensa e sufocante na pele. A primeira vez que o testei a temperatura estava quente, e percebi que ainda que haja momentos em que o cheiro pareceu mais doce e intenso, no geral o aroma é bem equilibrado.
A versão Eau de Toillete e menos doce e incensada, focando mais nas partes cítricas, herbais e sutilmente florais da composição, e pode ser ainda melhor para cidades que são quentes e abafadas.
Abraços!

Dino Napoleão disse...

Olá Henrique quero agardecer por ter eclarecido essa dúvida sobre EDT e vou comprá-lo pra ver como essa versão se comporta em minha pele.
abraço!

cesar disse...

realmente rick , perfeito o blog , parabens . eau de toilete se vc morar no rio de janeiro , se morar em curitiba prefira o parfum. abçs

Sr. King disse...

Amigo esse perfume lembra um pouco o black xs da pacco rabanne?

Henrique/Rick disse...

Olá Sr. King! Na minha opinião, Black Xs e Midnight in Paris EDP são bem diferentes. Eu acho que ele lembra mais o Bvlgari in Black e possui alguma ligação remota com o Versace Dreamer.
Abraços!

Postar um comentário

Comentários com relação a postagem? Escreva aqui
Comments related to the post? Write them here